2017/07/10

Apocalipse 1:1-20 — Interpretação Bíblica

Apocalipse 1:1-20 — Interpretação Bíblica




Saudação às sete igrejas
(Leia Apocalipse 1.4-8)

João escreve a sete igrejas (v. 11) que ficavam na província da Ásia, região que hoje faz parte da Turquia. Havia outras igrejas lá, como a igreja de Colossos (ver Cl Intr.), que não é mencionada. Nesta saudação aparecem figuras e imagens para falar sobre Deus, o Espírito Santo e Jesus Cristo, que vão aparecer de novo mais adiante nesse livro.
1.4 sete igrejas V. 11. aquele que é, que era e que há de vir V. 8; 11.17; 16.5. Estas palavras lembram Êx 3.14, onde Deus diz que o seu nome é “Eu Sou Quem Sou”. que há de vir É significativo que não se diz, “aquele... que será”, mas “aquele... que há de vir”. Ver Ap 11.17; 16.5, onde não aparece a expressão “que há de vir”. dos sete espíritos que estão diante do seu trono Ap 4.5; 5.6.
1.5 a testemunha fiel Possível referência à morte de Jesus (Ap 2.13; 3.14; 6.9; 17.6; 18.24; 19.2; ver também Jo 18.37; 1Tm 6.13). o primeiro Filho, que foi ressuscitado Cl 1.18. governa os reis do mundo No AT, esta linguagem é usada a respeito do rei Davi (Is 55.4; Sl 89.27). pela sua morte na cruz nos livrou dos nossos pecados Ap 5.9; 12.11; Rm 3.25; Hb 9.14; 1Pe 1.18-19; 1Jo 1.7.
1.6 um reino de sacerdotes 1Pe 2.5,9; Ap 5.10; 20.6 (ver também Êx 19.6; Is 61.6).
1.7 Ele vem com as nuvens A vinda final de Jesus Cristo (Mt 24.30; Mc 13.26; Lc 21.27; 1Ts 4.16-17; ver também Dn 7.13-14). o atravessaram com a lança Jo 19.34,37; ver também Zc 12.10. Todos os povos... chorarão Zc 12.10; Mt 24.30.
1.8 Eu sou o Alfa e o Ômega Ap 2.8; 21.6; 22.13; Is 41.4. que é, que era Ver v. 4, n.

Uma visão de Cristo
(Leia Apocalipse 1.9-20)

Nesta primeira visão, Cristo aparece como um ser celestial, um ser divino, vivo para todo o sempre e com autoridade sobre a morte e sobre o mundo dos mortos (v. 18). Cristo pede a João que escreva num livro todas as coisas que ele vai ver (vs. 11,19) e que mande o livro às igrejas de sete cidades da província romana da Ásia.
1.9 João, irmão de vocês Ver Intr. 3.3. agüentar o sofrimento com paciência João e os cristãos a quem ele escreve estão sendo perseguidos porque são seguidores de Cristo (Ap 2.10; 3.10; 13.10; 14.12; ver também Rm 5.3-4; 1Co 4.12; Tg 1.3-4) e precisam ser encorajados a suportar esses sofrimentos. ilha de Patmos Ver Intr. 3.2. a verdade que Jesus revelou Ver v. 2, n.
1.10 dia do Senhor Domingo, o dia em que Jesus ressuscitou e no qual os seguidores dele se reuniam para os cultos de adoração (At 20.7). dominado pelo Espírito de Deus Nessa condição, João pôde ter visões e ouvir vozes do céu (Ap 4.2; 17.3; 21.10).
1.11 igrejas que estão nestas sete cidades Ver vs. 4-8, n.
1.12 sete candelabros de ouro V. 20.
1.13 um ser parecido com um homem Linguagem tirada de Dn 7.13, usada para descrever um ser celestial. Várias vezes, o autor diz que está vendo algo “parecido com”, pois ele está vendo coisas que ninguém tinha visto antes (Ap 4.6-7; 8.8; 9.7,9; 11.1; 13.2; 14.14; 15.2; 16.13; 19.16). uma faixa de ouro em volta do peito Dn 10.5.
1.14-15 Os seus cabelos Dn 7.9. os seus olhos... Os seus pés... a sua voz Dn 10.6; Ap 2.18; 19.6,12; Ez 1.24; 43.2. o barulho de uma grande cachoeira Ap 19.6.
1.16 sete estrelas Ver Ap 1.20, n. da sua boca saía uma espada afiada Maneira de falar a respeito da palavra de Deus e do seu poder (Ap 2.12,16; 19.15,21; Is 49.2; Ef 6.17; Hb 4.12).
1.17 o Primeiro e o Último O mesmo que o Alfa e o Ômega (v. 8; ver também Ap 2.8; 22.13; Is 44.6; 48.12).
1.18 agora estou vivo Ap 2.8. Tenho autoridade sobre a morte Ao pé da letra, o texto original grego diz: “tenho as chaves da morte”, que é uma maneira de falar sobre a autoridade sobre a morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário