2019/10/04

João 1 — Interpretação Bíblica

João 1 — Interpretação Bíblica


João 1 — Interpretação Bíblica




A Palavra da vida 1.1-18
O Evangelho de João começa apresentando Jesus Cristo como a Palavra, que já existia antes da criação do mundo, estava com Deus e era Deus.
1.1 a Palavra O AT fala sobre a Sabedoria de Deus, que estava com Deus na criação (Pv 8.22-31). Fala também sobre a palavra por meio da qual Deus criou o mundo (Gn 1.3,6; Sl 33.6) e salvou o povo de Israel (Sl 107.19-20). No NT, a Palavra criadora e salvadora de Deus está presente em Jesus Cristo (1Co 8.6; Cl 1.16-17; Hb 1.2). A Palavra se torna um ser humano (v. 14), Jesus Cristo. Em 1Jo 1.1-2, a Palavra da vida é a mensagem redentora a respeito de Jesus Cristo.
1.4 A Palavra era a fonte da vida O texto original também pode ser traduzido assim: “Aquilo que foi criado tinha vida em união com a Palavra”. essa vida A vida eterna, a vida que Deus dá aos seres humanos por meio de Jesus Cristo (Jo 3.16; 5.26; 10.28; 14.6; 20.31; ver Intr. 3.3). a luz A revelação da natureza e da vontade de Deus, que ele faz por meio de Jesus Cristo. Neste Evangelho, os milagres de Jesus revelam Deus (ver Jo 2.11, n.). Por causa desta luz as pessoas têm vida (Jo 1.9; 8.12; 9.5; Sl 36.9; ver Intr. 3.3) e conhecem a vontade de Deus.
1.5 na escuridão Do pecado e da morte (Jo 3.19; 12.35; 1Jo 2.9-11). Ver Intr. 3.3. não conseguiu apagá-la O texto original também pode ser traduzido assim: “não a compreendeu”.
1.6-8 Esses versículos apresentam João Batista. Com o seu batismo e a sua mensagem, ele prepara o caminho para a vinda de Jesus (vs. 19-34; Mt 3.1; Mc 1.4; Lc 1.17,76; 3.1-2).
1.9 luz verdadeira Ver Intr. 3.3.
1.10 A Palavra estava no mundo Possivelmente do mesmo modo que a Sabedoria estava com o povo de Israel (Pv 8.1-4). Também é possível entender isso como referência à vinda de Cristo ao mundo (v. 14). o mundo não a conheceu Neste Evangelho, o mundo são as pessoas dominadas pelo Diabo e que, por isso, odeiam Jesus e os seus discípulos (Jo 15.18-19; 17.14-16,25).
1.11 o seu próprio país... o seu povo A terra de Israel e os judeus, que não aceitaram Jesus.
1.13 O nascimento espiritual não vem por meio de esforço humano; é um presente de Deus (ver Jo 3.3, n.; 3.5, n.; Tg 1.18; 1Pe 1.23; 1Jo 3.1-2).
1.14 um ser humano Tradução da palavra grega “carne”, que dá ênfase à verdadeira e completa natureza humana de Jesus (Rm 1.3; Gl 4.4; Fp 2.7; 1Tm 3.16; Hb 2.14; 1Jo 4.2). morou Tradução do verbo grego que, literalmente, quer dizer “morar numa tenda”. Isso lembra a Tenda da Presença de Deus e o Templo, onde a glória de Deus morava com os israelitas (Êx 40.34; 1Rs 8.10-12). a revelação da sua natureza divina A natureza divina aparece às pessoas como uma luz brilhante (Is 60.1-2; Ez 1.28; Lc 9.31-32). amor e... verdade Qualidades de Deus que, no AT, se chamam de “amor e fidelidade”. Esta expressão é usada muitas vezes quando se fala do relacionamento de Deus com o povo de Israel (Êx 34.6; Sl 25.10; 26.3; 36.5; 57.3,10; 85.10).
1.15 Ele vem depois de mim V. 30; Mt 3.11; Mc 1.7.
1.18 Ninguém nunca viu Deus Tanto o AT como o NT afirmam que Deus não pode ser visto por seres humanos (Êx 33.20; Jo 6.46; 1Tm 6.16; 1Jo 4.12; contrastar com Êx 24.9-11; 33.11; Nm 12.8, onde se diz que Moisés falava com Deus face a face). ao lado do Pai Figura de uma refeição ou de um banquete, em que o convidado de honra senta ao lado de quem dá o banquete (Jo 13.23,25). nos mostrou quem é Deus Quem vê Jesus Cristo vê Deus (Jo 14.9). É disso que trata o Evangelho de João.
A mensagem de João Batista 1.19-28
João, que, neste Evangelho, sempre é “João Batista”, afirma e insiste em dizer que ele não é o Messias ou outra pessoa importante; ele é inferior a Cristo (vs. 8,15,23,27; 3.27-30). Sua única missão é anunciar a vinda de alguém mais importante do que ele.
1.20 o Messias Mais tarde, João lembra que ele tinha dito isso (Jo 3.28). O primeiro a dizer que Jesus é o Messias foi André (Jo 1.41).
1.21 Elias Este era o profeta que os judeus esperavam que ia voltar e preparar o caminho para o Messias (Ml 4.5-6). Jesus disse, mais tarde, que João Batista era Elias, que estava para vir (Mt 11.14,17.11-13; Mc 9.13). o Profeta Dt 18.15,18; Jo 6.14; 7.40.
1.23 Citação de Is 40.3, de acordo com a Septuaginta.
1.24 eram do grupo dos fariseus O texto original também pode ser traduzido assim: “tinham sido enviados pelos fariseus”.
1.25 por que é que você batiza? João responde esta pergunta nos vs. 31 e 33. Ele batiza para que o povo de Israel saiba que Jesus é o Messias. Este Evangelho não diz nada a respeito da mensagem que João Batista anunciou aos judeus.
1.26 com A palavra grega também pode ser traduzida por “em”. alguém que vocês não conhecem Ver v. 10, n.
1.27 desamarrar as correias das sandálias Serviço humilde que era feito por um criado ou por um escravo (Mc 1.7).
1.28 Betânia, no lado leste do rio Jordão Não se sabe exatamente onde ficava, mas não é a mesma Betânia que ficava perto de Jerusalém (Jo 11.1,18).
O Cordeiro de Deus 1.29-34
O testemunho de João tem seu ponto alto na afirmação de que Jesus é o Filho de Deus (vs. 34,49). Neste capítulo, é a primeira de quatro confissões de fé em Jesus (vs. 41,45,49).
1.29 dia seguinte Outras indicações de dias aparecem nos vs. 35,43; 2.1. Ao todo, a narrativa de Jo 1.19—2.11 abrange seis dias. o Cordeiro de Deus Este título é dado a Jesus apenas aqui e no v. 36. Em outros lugares do NT, Jesus é chamado simplesmente de Cordeiro (Ap 5.6-14; 7.14; 12.11; 13.8). Jesus é o Cordeiro que Deus providencia e que é sacrificado para tirar o pecado do mundo. O título Cordeiro lembra Is 53.6-7 e também o cordeiro da Páscoa (1Co 5.7; 1Pe 1.18-19).
1.31 com A palavra grega também pode ser traduzida por “em”.
1.32 vi o Espírito descer do céu Este é o único Evangelho que não diz claramente que João batizou Jesus. O que temos aqui é o testemunho de João a respeito do que ele viu naquela ocasião.
1.33 Mt 3.11; Mc 1.8; Lc 3.16; At 1.5. com água... com o Espírito Santo; o texto original também pode ser traduzido assim: “em água... no Espírito Santo”.
Os primeiros discípulos de Jesus 1.35-51
Dois dos primeiros discípulos de Jesus (André e outro; v. 40) tinham sido seguidores de João Batista. Jesus os chama, e logo eles confessam que Jesus é o Messias (v. 41), aquele a respeito de quem Moisés escreveu... e sobre quem os profetas também escreveram (v. 45), e o Rei de Israel (v. 49). Nos outros Evangelhos, é com grande dificuldade que os discípulos chegam a saber e confessar que Jesus é o Messias e Filho de Deus (Mt 16.16; Mc 8.29; Lc 9.20).
1.38 O que é que vocês estão procurando? Em João, estas são as primeiras palavras que Jesus falou. É uma pergunta que cada leitor precisa responder.
1.39 quatro horas da tarde Tradução de “a décima hora”. Naquele tempo, começavam a contar as horas do dia com o nascer do sol.
1.41 “Messias” quer dizer “Cristo” Ver Intr. 1.1.
1.42 Tanto Pedro, que é palavra grega, quanto Cefas, que é palavra aramaica, querem dizer “pedra”. Jesus falava em aramaico, e o Evangelho foi escrito em grego. Em Mt 16.18 há um jogo de palavras baseado no nome “Pedro”. Mt 10.2; Mc 3.16; Lc 6.14.
1.44 Betsaida Ficava na margem nordeste do lago da Galiléia (Jo 12.21).
1.45 Filipe foi procurar Natanael “Procurar” é a palavra-chave. Quem começa a procurar é Jesus (v. 43), e logo outros passam a fazê-lo (v. 41). Natanael Ele aparece como um dos discípulos em Jo 21.2, mas não está na lista dos doze apóstolos nos outros Evangelhos ou em Atos. Alguns pensam que ele era o mesmo que Bartolomeu, que aparece nas outras listas (Mt 10.3; Mc 3.18; Lc 6.14; At 1.13), sem ser mencionado em João. Livro da Lei... os profetas As duas primeiras partes das Escrituras hebraicas. Essas palavras eram usadas também para falar sobre a coleção completa das Escrituras hebraicas, incluindo os Salmos. Nazaré Ficava a uns 26 km a oeste do Sul do lago da Galiléia. Nazaré era cidade sem maior importância. Não é mencionada no AT.
1.47 um homem realmente sincero Tradução da expressão grega “um homem sem engano”. Antes de receber o nome de “Israel”, Jacó era conhecido como um homem enganador (Gn 27.35). É possível que aqui se esteja pensando nessa história de Jacó. Natanael é um verdadeiro israelita, um homem “sem engano”.
1.49 o Rei de Israel Um dos títulos do Messias (ver Jo 12.13; Intr. 1.1).
1.50 você verá coisas maiores Talvez uma referência aos milagres de Jesus, nos quais ele revela a sua natureza divina (Jo 2.11), ou, então, ao que é dito no v. 51.
1.51 vocês Os discípulos de Jesus. os anjos de Deus subindo e descendo Como a escada do sonho de Jacó (Gn 28.12); o Filho do Homem é aquele que liga a terra com o céu (Jo 3.13). Jesus é o “lugar” onde se vê o céu aberto e onde Deus está presente (Gn 28.16-17).

Índice: João 1 João 2 João 3 João 4 João 5 João 6 João 7 João 8 João 9 João 10 João 11 João 12 João 13 João 14 João 15 João 16 João 17 João 18 João 19 João 20 João 21


Nenhum comentário:

Postar um comentário