2019/10/04

João 13 — Interpretação Bíblica

João 13 — Interpretação Bíblica

João 13 — Interpretação Bíblica


Jesus lava os pés dos discípulos 13.1-38
De agora em diante até o final do cap. 17, Jesus vai passar o tempo todo com os discípulos. É quinta-feira à noite. Depois de ter se escondido do povo durante três dias (Jo 12.1,12,36), Jesus está em Jerusalém jantando com os discípulos. O Evangelho de João não traz a instituição da Ceia do Senhor, como fazem os outros Evangelhos, mas conta que Jesus lavou os pés dos discípulos. Depois, vêm os últimos ensinamentos de Jesus (caps. 14—16) e a sua última oração (cap. 17).
13.1 Faltava somente um dia A Páscoa será comemorada no dia seguinte, sexta-feira, depois do pôr-do-sol. Jesus sabia Ver Jo 18.4, n. tinha chegado a hora Ver Jo 2.4, n. ir para o Pai Ver Jo 14.12, n.
13.2 O Diabo... a idéia de trair Jesus O texto original também pode ser traduzido assim: “O Diabo já havia decidido que Judas, filho de Simão Iscariotes, iria trair Jesus.” Lc 22.3-4.
13.3 o Pai lhe tinha dado todo o poder Por isso, o que acontece com Jesus acontece porque ele quer assim e não porque o Diabo ou alguém o obriga ou força a fazer isto ou aquilo (Jo 10.17-18; 18.4-6; 1Jo 3.8). tinha vindo de Deus e ia para Deus Ver Jo 8.14, n.
13.4 se levantou Ver Jo 12.2, n.
13.7 Somente depois da morte e da ressurreição de Jesus é que os discípulos vão entender claramente os seus ensinamentos e as suas ações (Jo 2.22; 12.16; 16.4,12-13).
13.8 Se eu não lavar, você não será mais meu discípulo! Isso mostra que, antes de ser um exemplo de serviço (v. 15), a ação de Jesus faz parte de sua obra de salvação. Ao lavar os pés, Jesus está fazendo o serviço de um empregado (Lc 22.27). Ele se entrega pelos seus e faz com que estes fiquem unidos a ele.
13.10 completamente limpo Esta figura se refere à pureza espiritual que a pessoa precisa ter a fim de manter um relacionamento redentor com Deus (Mt 5.8) e viver uma vida que dê fruto (Jo 15.2-5). O que torna possível este “estar completamente limpo” é o fato de Jesus se entregar à morte na cruz.
13.11 Jesus sabia Jo 2.24-25.
13.15 Jo 13.34; 15.12; 1Jo 2.6; 3.16-17.
13.16 Mt 10.24; Lc 6.40; Jo 15.20.
13.18 tem de se cumprir Sl 41.9 é interpretado como profecia bíblica da traição de Judas (ver Jo 17.12, n.), que resultará na morte de Jesus, através da qual Deus salva o mundo (Jo 3.16).
13.19 Eu Sou Quem Sou Ver Intr. 1.6.
13.20 quem receber aquele que eu enviar O fato de um dos discípulos ser o traidor (vs. 10-11,21) não deve levar ninguém a duvidar da autoridade deles, pois o que lhes dá essa autoridade é o fato de Jesus os enviar (Jo 20.21-23). estará também me recebendo Mt 10.40; Mc 9.37; Lc 9.48; 10.16.
13.23 estava sentado Ver Jo 12.2, n. a quem Jesus amava Um dos discípulos que era amigo chegado de Jesus. Aparece pela primeira vez neste texto. Fala-se sobre ele também em Jo 19.26-27; 20.2-10; 21.7,20-24. Segundo uma tradição antiga, esse discípulo é João, filho de Zebedeu. No entanto, convém notar que o nome do apóstolo João não aparece neste Evangelho.
13.26 Judas, sentado perto de Jesus, de fato toma a refeição com Jesus (ver v. 18, n.). Jesus lhe dá o pão sem que os outros discípulos entendam que ele é o traidor.
13.27 Satanás entrou nele Agora, Satanás domina Judas completamente (v. 2; Lc 22.3), e as Escrituras se cumprirão (v. 18). Mas Judas não é vítima inocente, alguém condenado a trair Jesus contra a sua vontade.
13.29 comprasse alguma coisa para a festa A Páscoa será comemorada na noite seguinte, sexta-feira, depois do pôr-do-sol.
13.30 E era noite A escuridão cobre não somente a terra, mas também o coração de Judas. Ver noite e escuridão em Jo 9.4; 11.9-10; 12.35; Lc 22.53.
13.31 Judas saiu Judas sai a fim de que tenha início o drama que vai resultar na morte de Jesus. Ver também Jo 2.4, n.
13.32 E, se por meio dele a natureza gloriosa de Deus for revelada, então Estas palavras não aparecem em alguns manuscritos.
13.33 Meus filhos Tratamento carinhoso. o que já disse aos líderes judeus Jo 7.34; 8.21.
13.34 este novo mandamento Este mandamento é o resumo de toda a vida cristã (Jo 15.12,17; 1Jo 3.23; 2Jo 5). Trata-se de um conhecido mandamento (Lv 19.18) que é novo porque tem como modelo e inspiração o amor de Jesus. Assim como eu os amei Jo 13.14-15; 15.12-14; 1Jo 3.16-18; 4.9-11.
13.36 Um dia você poderá me seguir Referência à morte de Pedro (Jo 21.18-19).



Nenhum comentário:

Postar um comentário