2019/10/04

João 19 — Interpretação Bíblica

João 19 — Interpretação Bíblica

João 19 — Interpretação Bíblica



19.2 capa vermelha De um dos soldados romanos.
19.6 os chefes dos sacerdotes e os guardas Ver Jo 7.32, n. Vocês que o levem e crucifiquem! Pilatos está sendo irônico, para provocar os líderes judeus (ver Jo 18.31, n.) nenhum motivo para condenar É a terceira vez que Pilatos diz isso (Jo 18.38; 19.4,6). Pilatos queria soltar Jesus (v. 12).
19.7 uma Lei Que condenava pessoas que dissessem blasfêmia contra Deus (Lv 24.15-16; Jo 5.18; 10.30-33).
19.9 De onde você é? Esta pergunta não é nova, pois foi tema de discussão entre Jesus e os líderes judeus (Jo 7.27-29; 8.14; 9.29; 13.3). Somente Jesus pode responder essa pergunta.
19.11 dada por Deus Jesus reconhece que as autoridades governam com a permissão dada por Deus (Rm 13.1-3) e, por isso, precisam prestar contas a ele. aquele que me entregou Pode ser Judas ou o Grande Sacerdote.
19.13 Gabatá Não se sabe o sentido exato desta palavra.
19.14 meio-dia Tradução de “a sexta hora” (ver Jo 1.39, n.). Jesus será crucificado naquela tarde, na mesma hora em que vão ser mortos os cordeiros que serão comidos no jantar da Páscoa naquela noite (Jo 18.28).
19.15 O nosso único rei é o Imperador! Dizendo isso, a multidão não apenas rejeita Jesus, mas abre mão também da esperança messiânica e da crença de que somente Deus é Rei, o que poderia ser visto como blasfêmia.
A crucificação de Jesus 19.17-42
Jesus é crucificado, morto e sepultado. Como Jesus tinha dito (16.32), todos os discípulos, com exceção daquele que Jesus amava (v. 26), o abandonaram. Fica bem claro que tudo aconteceu para que se cumprissem as Escrituras Sagradas (vs. 24,28,36-37; 20.9).
19.17 a cruz Isto é, a trave horizontal, que será pregada no poste a ser fincado no chão, no lugar da crucificação.
19.19-20 um letreiro Para informar o motivo da condenação da pessoa crucificada. hebraico, latim e grego Pela ordem, a língua do povo, a língua oficial e a língua de intercâmbio e comércio. “Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus” Uma declaração oficial da realeza de Jesus (Jo 18.37).
19.21 os chefes dos sacerdotes Ver Jo 7.32, n.
19.24 as Escrituras Sagradas Sl 22.18.
19.25 a sua mãe Neste Evangelho, a mãe de Jesus não é identificada pelo nome de Maria. É mencionada aqui (vs. 25-26) e em Jo 2.1-5,12; 6.42. Clopas Não aparece em nenhum outro lugar nos Evangelhos; alguns pensam que ele era o mesmo que Cleopas (Lc 24.18). Madalena Natural de Magdala, uma cidade que ficava na margem oeste do lago da Galiléia.
19.26 que ele amava Ver Jo 13.23, n.
19.28 as Escrituras Sagradas Sl 69.21; 22.15.
19.30 Tudo está completado! Termina o sofrimento de Jesus e completa-se o plano de Deus para a salvação da humanidade (Jo 4.34; 17.4).
19.31 quebrar as pernas Para apressar a morte. Assim poderiam sepultar os corpos ainda antes do pôr-do-sol, quando começava o sábado (Dt 21.22-23). especialmente santo Por ser o dia da Páscoa.
19.34 saiu sangue e água Provando, assim, que Jesus tinha morrido.
19.35 Quem viu isso Isto é, o discípulo que Jesus amava (v. 26).
19.36 as Escrituras Sagradas Êx 12.46; Nm 9.12; Sl 34.20.
19.37 em outro lugar Zc 12.10 (Ap 1.7).
19.38 Arimatéia Ficava a uns 35 km a noroeste de Jerusalém.
19.39 Nicodemos Ver Jo 3.1, n. uns trinta e cinco quilos É uma grande quantidade de perfume, mostrando que se trata de uma pessoa muito importante.
19.40 lençóis Jo 20.6-7.
19.41 um jardim Fora das muralhas de Jerusalém, embora não se saiba exatamente onde ficava.
19.42 ia começar logo Isto é, ao pôr-do-sol daquele dia, que era uma sexta-feira.



Nenhum comentário:

Postar um comentário