2016/01/08

Apatia — Estudo Bíblico


Apatia — Estudo Bíblico

APATIA


Palavra latina que veio do grego a, “não”, e pathos, “sofrimento”, “sentimento”. Os estóicos (ver o artigo) criam que a virtude cardeal e o primeiro princípio de ação é a “indiferença”, a “não-reação”, ou seja, a apatia, em todas as situações da vida. Assim, a tristeza não afetaria o homem, porque as causas da tristeza não têm lugar em seu espírito indiferente. Assim, se alguém deixasse cair um vaso de louça e se o mesmo se quebrasse, ou se a esposa desse alguém morresse, tudo viria a dar no mesmo, pois ambos os acontecimentos devem ser encarados com apatia. Desse modo, tranquilizar-se-ia o espírito humano. Entre os estoicos, o conceito baseava-se na crença de que todas as coisas são determinadas (ver sobre o determinismo), não havendo razão, pois, para alguém lutar contra os eventos. De fato, visto que o Logos divino determina tudo, lutar contra o que Ele faz é uma impiedade e falta de sabedoria. Naturalmente, o Logos era, para os estoicos, um a espécie de força cósmica, e não uma pessoa; mas isso em nada alterava a noção deles de que todas as coisas acontecem necessariamente. Sob nosso controle há apenas um a coisa: nossa reação emocional diante das coisas, mas não as próprias coisas. Nosso dever é reagir sem qualquer sentimento aos acontecimentos, pois, de outro modo, estaríamos degradando o propósito do Logos. Esse dever inclui a eliminação tanto de emoções positivas quanto de emoções negativas. As emoções positivas meramente nos excitam emocionalmente, o que é o primeiro inimigo do homem . Portanto, nem sorriso e nem choro, e assim o espírito encontra descanso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário