2016/03/27

João 13 — Explicação das Escrituras

João 13 — Explicação de João

João 13 — Explicação de João

 



João 13
13.1 Nos caps. 1-12, o plano de Jesus foi de agir, operando o, “sinal” (milagre) dando em seguida a interpretação do sinal. Em caps. 13-17 a interpretação vem primeiro sobre o sinal culminante que é a paixão e ressurreição de Jesus (caps. 18-20).
13.3,4 O Pai tudo confiara. Cf. 17.2 com Ef 1.9-11, 20ss; CI 1.16; 1 Co 15.25-27. A soberania de Cristo se revelou supremamente no serviço de um escravo (4). Seus discípulos devem seguir Seu exemplo servindo uns aos outros (15.1; Sm 25.41; Lc 22.24ss). Tirou (gr tithemi) a mesma palavra de10.15 em que se afirma que Jesus dá Sua vida espontaneamente.
13.10 Banhou. A lavagem completa do discípulo simboliza-se no batismo; nesse ato o crente se identifica pela fé com o batismo de Cristo na cruz (cf. 3.3, 5; At 2.38; Rm 6.1-11; Tt 3 5; Hb 10.22; 1 Pe 3.18ss). Lavar senão os pés. Representa a necessidade da confissão diária dos pecados para manter a comunhão com Cristo (cf. v 8, “Se eu não te lavar, não tens parte comigo”). Ainda que o crente peque após o batismo, não deve ser rebatizado, mas pela confissão e arrependimento ser restaurado à comunhão com Deus e a Igreja (1 Jo 1.3-9; Tg 5.16).
13.12-20 O significado da ação humilde de Jesus: 1) a igreja deve seguir o exemplo do
Senhor, perdoando e restaurando os membros que tropeçam no pecado (Gl 6.1; Mt 18.15ss). 2) Os membros mais importantes da igreja devem servir os humildes irmãos com o mesmo espírito de abnegação de Jesus.
13.16 Servo (gr doulos, “escravo”). Jesus exemplifica a “escravatura” em serviço do Pai. Seus servos não devem ser mais altivos do que Ele. Enviado (gr apostolos). A comissão apostólica (“enviado”) se revela na relação com Cristo, o escravo-mestre. Note como Paulo chama a si próprio de escravo e apóstolo (Rm 1.1; Tt 1.1, etc.).
13.18,19 Desde já. Os planos do diabo não pegaram Jesus de surpresa. Não devemos estranhar que supostos “crentes” venham a comer da “mesa do Senhor” sem serem percebidos (cf. 2 Pe 2.13; Jd 12). Jesus previra a ação de Judas quando o escolheu (2.24s; 6.64, 70).
13.20 Aqui encontramos a autoridade do apóstolo (shaliah em aramaico) que é “Igual àquele que o enviou” (cf. 20.21). Corresponde ao “procurador” na sociedade moderna. Jesus que se identificara com o Pai (“eu sou”, 19) aqui declara Sua união com os discípulos,
13.23 Aquele a quem ele amava. Tradicionalmente se identifica com João, filho de Zebedeu e autor deste evangelho. Podia também ter sido seu irmão Tiago (21.2), que foi martirizado em 44 d.C. (At 12.2).
13.26 Eu der o pedaço. No médio oriente, ainda hoje, receber primeiro um bocado da mão do hospedeiro significa uma grande honra. Judas continuou como o alvo da graça de Cristo até que “saiu” (30).
13.27 Entrou nele Satanás. • N. Hom. O Caráter determina o caminho e o fim. 1) Judas sendo ladrão avarento (12.4-6) deu abertura às sugestões de Satanás (2); 2) Deliciou-se nesses planos que deram abertura ao domínio completo do diabo (27); 3) O resultado foi a vergonhosa traição a Jesus e autodestruição (18.2ss; At 1.18).
13.32 Foi glorificado. O primeiro passo na glorificação pelo meio da morte se depara na traição; o curso dos acontecimentos não pararia mais até Jesus ser exaltado à mão direita do Pai (At 2.33),
13.34 Novo mandamento. A essência de todos os “velhos”
mandamentos da lei (cf. Rm 13.9s), Tg 2.8 ensina que a “lei régia” expressa concretamente o amor no modelo de Cristo, amando como Ele nos amou.
13.35 O amor sobrenatural dos cristãos seria um dos principais atrativos entre os mundanos para levá-los a Cristo. Amar é evangelizar.
13.36,37 Me seguirás. O martírio dos discípulos (cf. 21.19, 22) glorificará o Filho como Ele glorifica agora ao Pai na cruz (12.24ss).
13.38 Ninguém está preparado a dar sua vida até aprender a viver na humilde dependência de Cristo. Pedro estava em falta neste campo.

Índice: João 1 João 2 João 3 João 4 João 5 João 6 João 7 João 8 João 9 João 10 João 11 João 12 João 13 João 14 João 15 João 16 João 17 João 18 João 19 João 20 João 21

Nenhum comentário:

Postar um comentário