2016/03/27

João 21 — Explicação das Escrituras

João 21 — Explicação de João

João 21 — Explicação de João

 



João 1
21.1 Tiberíades, i.e., o Mar de Galileia.
21.3 Vou pescar. Esta narrativa ilustra a ineficácia de pescar homens (Mt 4.19) sem o Cristo ressuscitado estar presente (15.5). Logo que Ele veio e os discípulos obedeceram às Suas ordens, o sucesso foi imediato, e tremendo (6).
21.5 Filhos (gr paidia). Termo só usado por João aqui e em 1 Jo 2.12, 18.
21.7 É o Senhor. O discípulo amado foi o primeiro a reconhecer que era Cristo (cf. 20.8, 16n). Despido, i.e., apenas as vestes de baixo.
21.8 Duzentos côvados eram cerca de 96m.
21.11 Cento e cinqüenta e três. Jerônimo achou que este era o número de variedades de peixes, simbolizava: a universalidade da evangelização pelos apóstolos.
21.13 Jesus, tomou... deu. O Filho de Deus que preparou este saboroso almoço matinal naturalmente o serve (Mc 10.45; Jo 13.1-10).
21.14 Terceira vez. Isto é, que Jesus apareceu a grupos (20.19ss; 20.26ss). Durante os quarenta dias entre a ressurreição e a ascensão os quatro evangelhos relatam dez encontros de Jesus com: 1) Maria, Mc 16.9-11; Jo 20.11-18); 2) as mulheres (Mt 28.8-10); 3) Pedro (Lc 24.34; 1 Co 15.5); 4) dois discípulos (Lc 24.13-32); 5) dez discípulos (Lc 24.36-43; Jo 20.19-25); 6) os onze apóstolos (Jo 20.26-31; 1 Co 15.5); 7) a sete no Mar de Galileia (Jo 21); 8) os apóstolos e mais de 500 irmãos (Mt 28.16-20; 1 Co 15.6); 9) Tiago (1 Co 15.7); 10) quando Jesus subiu ao céu (Lc 24.44-53; At 1.3-12).
21.15 Estes outros tem sentido duplo: 1) coisas da profissão e 2) pessoas. Pedro amaria a Cristo mais que os outros discípulos?
21.17 Me amas (gr phileõ “ser amigo”). Após usar agapaõ “amar desinteressadamente”, duas vezes, Jesus passa a usar a palavra que Pedro usou três vezes.
21.18,19 Eras mais moço. I.e., quando o discípulo pensava apenas em sua própria vontade. Velho, seria quando Deus dirigiria a vida até a morte. Estenderás as mãos. Jesus profetizou a morte de Pedro pela crucificação; o que aconteceu entre 64-67 d.C. por ordem de Nero.
21.21 Este. Trata-se, aqui, do discípulo amado que deu testemunho neste evangelho (24). 21.22,23. Uma das razões principais pelo acréscimo deste pós-escrito era para desmentir este mal entendido. Cristo não quer que Sua vinda seja motivo de especulações (At 1.7; 2 Pe 3.10).

Índice: João 1 João 2 João 3 João 4 João 5 João 6 João 7 João 8 João 9 João 10 João 11 João 12 João 13 João 14 João 15 João 16 João 17 João 18 João 19 João 20 João 21

Nenhum comentário:

Postar um comentário