2016/03/27

João 4 — Explicação das Escrituras

João 4 — Explicação de João

João 4 — Explicação de João




João 4
4.2 Jesus mesmo não batizava. Os evangelhos frisam que Cristo batizaria com o Espírito Santo não com água (Mt 3.11; Lc 3.16).
4.4 Necessário... A rota normal dos judeus circundava a província de Samaria seguindo o vale do Jordão para o norte. Jesus põe em prática At 1.8. Começa Seu ministério em Jerusalém (cap. 3) passa para Judeia (3.22-36); em seguida leva as boas novas a Samaria e depois entra em contato com o mundo gentio (4.46-54).
4.5 Sicar. “Os arqueólogos” a identificam com Siquém Gn 33.19).
4.6 Cansado. A humanidade de Jesus é notável nesta passagem. Ele se cansa, tem sede (7) e fome (8.31). Hora sexta - meio dia
4.7 Jesus se desassocia dos costumes da época: 1) Fala com uma mulher - os fariseus evitavam qualquer contato com mulheres não parentes. 2) Teve contato com uma samaritana - na opinião dos rabinos todos os samaritanos eram ritualmente imundos. 3) Ensinou uma mulher - os fariseus opinaram que seria melhor queimar a Torá (a Lei de Deus) do que entregara a uma mulher. • N. Hom. Jesus Ganhador de Almas 1) Abre o diálogo fazendo um pedido; 2) Suscita curiosidade (9); 3) Provoca interesse profundo (10); 4) Transforma o interesse em convicção de pecado (16-18; cf. Lc 5,8); 5) Revela quem Ele é (19, 26); 6) Cria o desejo de testemunhar (28, 29)
4.10 Água viva. No sentido natural significava água potável que flui de fonte ou dentro de um poço. Espiritualmente significa a salvação (“dom de Deus”) em Cristo, fonte de vida eterna a jorrar (14; cf. 19.34) naqueles que vêm para Ele e crêem nele (7; 37, 38). A água simboliza o Espírito Santo em 7; 39.
4.12 Jacó. Cf. 1.47, 48n. O poço dado por Jacó, com cerca de 30 m de profundidade, tinha suma importância para o sustento da vida física. Cristo, o verdadeiro Israel (cf. Gn 32.28) e príncipe com Deus, é o único sustentador da vida eterna (Cl 1.13, 17).
4.14 Jesus cumpre as promessas messiânicas (cf. Is 12.3; 35.7; 49.10).
4.15 Como Nicodemos (3.4, 9) a mulher pensa em termos materiais. Uma vez convicta do seu pecado (16-18). O modo de pensar mudou.
4.19 És profeta. Cf. Dt 18.15, 18.
4.20 Neste monte. Seria Gerizim, o monte, de bênção (Dt 11.29; 27.12) onde os samaritanos instalaram um templo rival e culto alheio ao de Jerusalém.
4.21,23 A hora vem... e já chegou. Denota a nova era messiânica inaugurada por meio da nova aliança tornada válida no sacrifício de Jesus Cristo (Hb 9.11-28). • N. Hom. A Verdadeira Adoração, 1) A questão do local é insignificante (21; At 7.48s). 2) O objeto é o Deus que se .revela na história, na Bíblia e sumamente em Cristo. 3) O modo:, a) em espírito (Jo 3.5, 6; 16.13); b) em verdade (8.32; 14.6; 17.17).
4.25,26 Messias. Cf.1.41n. Eu o sou... Cf. 52.6.
4.34 A comida ou sustento de Cristo é sua vida entregue totalmente à vontade do Pai (6.55; Mt 4.4; Dt 8.3; Sl 40.6-81- Hb 10.5-7). Realizar (gr teleiõsõ, “consumar”). Cf. 19.30 com 9.4 e 17.4.
4.35 Campos... branqueiam. Jesus fala dos samaritanos vindos para ouvir a mensagem da salvação (cf. 8.5, 6).
4.36,37 Um é o semeador. Indica o próprio Cristo que semeia Sua vida na morte (para produzir “muito fruto” 12.24).
4.38 Outros trabalharam. Historicamente os patriarcas e profetas do AT prepararam o solo. Presentemente era o Senhor que semeou as boas novas entre os samaritanos. Os discípulos são convocados a ceifar o fruto na hora (cf. At 8.4-25; Am 9.13).
4.39,42 Contato pessoal com Cristo é essencial para a fé madura. Salvador do mundo. Esta frase rara aparece também em 1 Jo 4.14. Ainda que “a salvação vem dos judeus” (22), os samaritanos reconheceram que a salvação de Cristo se estende para toda raça (cf. Is 45.2, 3). • N. Hom. Três Passos da Fé. 1) Crer pelo testemunho de outros (39); 2) Crer por experiência própria (42s); Crer permanecendo com Cristo (15.4-10).
4.44 Sua própria terra. Provavelmente Galileia (Mt 13.54, 57; Mc 6.1, 4, etc.). Não tem honras. Jesus foi para a Galileia para evitar choques precipitados com Seus inimigos na Judeia.
4.46 Oficial (gr basilikos. Josefo usa este termo para qualquer servo do rei). Talvez fosse gentil (cf. 44n). Teria sido Cuza, procurador de Herodes (Lc 3.3), ou Manaém, seu colaço (At 13.1)?
4.48 Jesus era ciente da fé superficial do oficial e da multidão em volta, fé essa que dependia de vista (20.29).
4.5O Jesus não entra em contato direto. com gentios necessitados (cf. 12.20s; Mc 7.24-30;- Mt 8.5-13; Lc 7.1-10); cura- os a distância.

4.52 Ontem à hora sétima. Se foi a hora romana seria às 19 horas, que explicaria a demora do pai em voltar para casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário