Interpretação de Josué 19

Interpretação de Josué 19

Interpretação de Josué 19




Josué 19
3) Território de Simeão. 19:1-9. Dando a Simeão as terras ao sul da herança de Judá, Deus começou a cumprir a maldição de Jacó com referência a Simeão (Gn. 49:7), Os simeonitas foram se parados de seus companheiros de marcha, Rúben e Gade (Nm. 10:18-20) que já tinham rejeitado Simeão, escolhendo, antes, estabelecer-se na Transjordânia ao lado dos manassitas.
4) Território de Zebulom. 19:10-16. Um distrito sem acesso ao mar na Galiléia Inferior incluindo a Nazaré no N.T. A sabedoria divina colocou Zebulom e Issacar, as tribos de Lia, ao norte das tribos de Raquel, a fim de cimentar a união de toda Israel, Judá, Issacar e Zebulom acamparam juntas no deserto (Nm. 2:3-7; 10:14-16). Esses laços persistiram durante séculos. Maria e José, por exemplo, ambos da tribo de Judá, habitavam no antigo território de Zebulom, Além disso, só os zebulonitas deram a uma cidade o nome de Belém (Js. 19:15) segundo uma que havia em Judá.
5) Território de Issacar. 19:17-23. O território que se estendia do Monte Tabor a oeste até o trechinho do mar ao sul do Mar da Galiléia, incluindo em sua área o Vale de Jezreel,
6) Território de Aser. 19:24-31. A região litorânea desde o Monte Carmelo ao norte, pelo menos teoricamente, até Tiro e Sidom. Inscrições de Seti I (cerca de 1310 A.C.) e de Ramessés II contém referências a um território de um povo aramado ‘asaru, correspondente ao interior da Fenícia do sul, indicando assim que Aser já tinha começado a se estabelecer ali nos fins do século quatorze.
7) Território de Naftali. 19:32-39. A Galiléia Superior e Inferior Oriental, Y. Aharoni de Israel, que fez um levantamento topográfico arqueológico na Galiléia Superior, descobriu provas de numerosos pequenos povoados, todos juntos, que ele atribui aos israelitas e alguns dos quais ele diz terem começado no século quatorze ["Problems of the Israelite Conquest in the Light of Archaeological Discoveries", The Holy Land, Antiquity and Survival, II (1957), 146-149. Veja também no Journal of Semitic Studies, lV (July, 1959), 279, 280, B.S.J. Isserlin's review of Aharoni's report in Hebrew] .
8) Território de Dã. 19:40-48. Para fortalecer mais a união de Israel, Deus separou Dã de seu irmão Naftali, ambos filhos de Bila (Gn. 30:5 -8) e de seus companheiros no deserto, Naftali e Aser (Nm. 10:25-27), localizando Dã entre Benjamim e o Mediterrâneo. Por causa disso, quando parte do território de Dã foi perdido para os amorreus na Planície Filistéia (Jz. 1:34), alguns dos danitas apostataram e migraram para o norte, apossando-se de Lesem perto da região setentrional de Naftali (Jz,17; 18). Esta migração ocorreu necessariamente antes do surgimento das cidades-estados araméias no século doze (cons. II Sm. 10:6), provavelmente durante o Juizado de Otniel (Jz. 3:11; 18:28, 30), cerca de 1370-1330 A.C.
9) A Conclusão da Divisão da Terra. 19:49-51. Josué esteve pronto a esperar até o fim para receber a sua parte – Timnate-Sera (Khirbei Tibneh, 17,70kms a sudoeste de Siló, 27,35kms a sudoeste de Siquém) no montanhoso distrito de Efraim, sua tribo. 

Índice: Josué 1 Josué 2 Josué 3 Josué 4 Josué 5 Josué 6 Josué 7 Josué 8 Josué 9 Josué 10 Josué 11 Josué 12 Josué 13 Josué 14 Josué 15 Josué 16 Josué 17 Josué 18 Josué 19 Josué 20 Josué 21 Josué 22 Josué 23 Josué 24