2016/09/13

Estudo sobre Neemias 3

Estudo sobre Neemias 3

Estudo sobre Neemias 3



Neemias 3
III. A CONSTRUÇÃO dos muros de JERUSALÉM (3.1—6.19)
1) Os construtores e suas atribuições (3.1-32)
O cap. 3 descreve como, sob a supervisão de Neemias, as diferentes partes dos muros da cidade de Jerusalém foram reconstruídas por diversos indivíduos e grupos. São citadas 42 seções dos muros com as suas respectivas portas e alistadas em uma ordem anti-horária. A descrição começa com o conserto da porta das Ovelhas (v. 1), que estava situada no muro norte e próximo do seu canto nordeste. Os v. 2-5 se referem ao muro norte que se estendia a oeste a partir da porta das Ovelhas; os v. 6-12 se referem ao muro ocidental; os v. 13,14, ao muro sul; os v. 1531, ao muro oriental; e o v. 32, à pequena seção do muro norte entre o canto nordeste e a porta das Ovelhas. A porta das Ovelhas estava situada imediatamente ao norte da área do templo, e através dela as ovelhas eram levadas para o sacrifício. Era apropriado, então, que o seu conserto fosse feito pelos sacerdotes sob a liderança do sumo sacerdote Eliasibe (v. 1), que era neto de Jesua e filho de Joiaquim (12.10), e que já foi mencionado anteriormente em Ed 10.6.
Os judeus receberam ajuda na sua atividade de reconstrução dos seus compatriotas que viviam na vizinhança da cidade, e.g., dos homens de Jericó (v. 2), dos homens de Tecoa (v. 5), dos homens de Gibeom e de Mispá (v. 7), dos moradores de Zanoa (v. 13), os do distrito de Bete Zur (v. 16) e do distrito de Queila (v. 17). A adesão dos judeus a essa tarefa foi quase total, havendo apenas uma exceção, a dos nobres de Tecoa, que não quiseram se juntar ao serviço, rejeitando a orientação de seus supervisores (v. 5). A expressão “orientação de seus supervisores” é uma tradução mais provável do que “de seu Senhor” (nota de rodapé, NVI), referindo-se a Deus, embora isso seja possível.
Homens de diversos ofícios se juntaram ao trabalho, não somente sacerdotes (v. 1,22) e levitas (v. 17), mas também ourives e perfu-mistas (v. 8), comerciantes (v. 32), sendo vários deles governadores (v. 12,14,15 etc.), e também algumas mulheres, como as filhas de Salum (v. 12).
Quando Neemias organizou o trabalho, ele adotou a filosofia, sempre que possível, de designar pessoas específicas para reparar uma parte do muro que ficasse em frente da sua casa (v. 10,23,28,29,30), pois isso encorajaria essas pessoas a se esforçarem para que a sua família e casa estivessem bem protegidas. Alguns dos construtores, tendo reconstruído uma parte do muro, repararam outro trecho (v. 11, 19-21,24,27,30). Um desses foi Meremote, ftlho de Uzias (v. 4,21), que provavelmente era o sacerdote mencionado em Ed 8.33 que, 13 anos antes, tinha recebido de Esdras e de seu grupo os tesouros que este havia transportado da Babilônia para Jerusalém. Outro deles, Malaquias, filho de Harim (v. 11), pode bem ter sido a pessoa mencionada em Ed 10.31 que, na companhia de muitos outros, precisou se separar da sua mulher estrangeira. Acerca de Mesulão, filho de Berequias (v. 4), sabemos que nessa época foi realizado um casamento, provavelmente, entre a sua filha e um homem chamado Joanã, que era filho do inimigo dos judeus Tobias, o amonita (6.18).

Índice: Neemias 1 Neemias 2 Neemias 3 Neemias 4 Neemias 5 Neemias 6 Neemias 7 Neemias 8 Neemias 9 Neemias 10 Neemias 11 Neemias 12 Neemias 13

Nenhum comentário:

Postar um comentário