2016/11/13

Deuteronômio 6 — Estudo Devocional

Deuteronômio 6 — Estudo Devocional

Deuteronômio 6 — Estudo Devocional




Deuteronômio 6 

O grande mandamento

6.1-6 São esses os mandamentos. Os mandamentos divinos foram dados por amor, no interesse de proteger o povo da autodestruição. Não foi por mero exercício de poder, mas para evitar a barbárie. Foram eles que prepararam o espírito do povo para o ministério dos profetas e para o cumprimento da maior de todas as promessas: a vinda de Jesus! amem… com todo o coração, com toda a alma e com todas as forças. Quando Paulo disse que o amor é o cumprimento da lei (Rm 13.8-10), ele estava apenas dando formulação nova a este mandamento. Igualmente, Jesus juntou as duas frases: “Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente” e “Ame os outros como você ama a você mesmo”, acrescentando que estes dois mandamentos resumiam o sentido de toda e Lei e os profetas. (Mt 22.37-40).

6.4 Escute, povo de Israel. Este é o “Shemá Israel”, possivelmente o trecho mais famoso da Bíblia para o povo judeu, que até hoje é recitado nas orações, e acompanha as pessoas desde o nascimento até o túmulo. Este versículo é uma chave para a compreensão da peregrinação espiritual de Israel e de cada pessoa individualmente. Dar ouvidos a Deus, acolher sua Palavra, é garantia de vida (Jo 1.10-12). Veja como o ouvir conduz ao amor (v. 5), e se armazena no mais profundo de nosso ser (v. 6). O Shemá como recitado atualmente compõe-se de 3 trechos bíblicos: Dt 6.4-9, Dt 11.13-21, e Nm 15.37-41. No Novo Testamento, a Carta aos Hebreus faz um comentário de uma passagem do Salmo 95, e assim também enfatiza a importância de ouvir e não resistir ao que Deus diz, para entrar no descanso por Ele prometido para o Seu povo. Veja as notas para Hb 3 e 4.

6.7-9 ensiná-las… Repitam… Amarrem… escrevam. Quatro verbos que indicam uma atitude de extremo entusiasmo em conhecer a Lei do Senhor. Assim, também hoje, elas podem nos entusiasmar para o conhecimento de Deus.

Aviso contra a desobediência
6.10-19 tenham o cuidado. A exortação de Moisés é para que o povo não se esqueça de Deus quando atingir o seu objetivo. Esse é um perigo real e comum: em meio às dificuldades ou ao nos sentirmos limitados, recorremos rapidamente a Deus. Mas em situações de tranquilidade, fartura e deleite, podemos acreditar que tudo foi resultado de nosso esforço, e acabarmos nos afastarmos de Deus.

6.20-25 os seus filhos perguntarão. Esse texto é lido pelos judeus em toda celebração da Páscoa, e os filhos fazem sempre estas perguntas aos pais, que as respondem. A transmissão da fé é tarefa dos pais e não dos líderes religiosos ou da instituição igreja. Muitos pais se omitem desta tarefa e esperam que o aprendido na escola dominical ou nos sermões dos cultos seja o suficiente para levar os filhos ao conhecimento dos grandes feitos divinos. Esquecem que o maior impacto não é o cognitivo (o que aprendo sobre Deus), mas o testemunhal (o que Deus significa para alguém, especialmente se for alguém importante para mim)! Se Deus representa algo bom para os pais e se eles forem um bom exemplo para os filhos, seguramente os filhos desejarão ter o mesmo tipo de relacionamento com Ele.


Índice: Deuteronômio 1 Deuteronômio 2 Deuteronômio 3 Deuteronômio 4 Deuteronômio 5 Deuteronômio 6 Deuteronômio 7 Deuteronômio 8 Deuteronômio 9 Deuteronômio 10 Deuteronômio 11 Deuteronômio 12 Deuteronômio 13 Deuteronômio 14 Deuteronômio 15 Deuteronômio 16 Deuteronômio 17 Deuteronômio 18 Deuteronômio 19 Deuteronômio 20 Deuteronômio 21 Deuteronômio 22 Deuteronômio 23 Deuteronômio 24 Deuteronômio 25 Deuteronômio 26 Deuteronômio 27 Deuteronômio 28 Deuteronômio 29 Deuteronômio 30 Deuteronômio 31 Deuteronômio 32 Deuteronômio 33 Deuteronômio 34

Nenhum comentário:

Postar um comentário