quinta-feira, 25 de junho de 2009

17:20 - Eu não oro apenas por estes,… Significado seus apóstolos e disccomentario biblico, evangelho de joão, novo testamentoípulos imediatos, para cuja preservação e santificação que ele tem estado particularmente orando em João 17:19; e agora, para que não seja pensado que estes eram seus preferidos apenas, e as únicas pessoas para quem ele tinha uma relação íntima, e para quem a sua intercessão e sacrifício fossem confinados apenas; ele acrescenta...

Mas também para aqueles que acreditarão em mim pela palavra deles:
Cristo é o objeto de verdadeira fé; qual fé não é um mero consentimento da mente a qualquer verdade relativa à Cristo, como que ele é o Filho de Deus, o Messias e Salvador do mundo; mas é uma visão espiritual dele, da necessidade, aptidão, e propriedade dele como um Salvador, um andamento até ele, uma aceitação dele, e dependendo dele para a vida e salvação; da qual a pregação do Evangelho são os meios instrumentais: realmente é um presente de Deus, e um fruto da eleição da graça, e que é afiançado por isto; consequentemente, nosso Senhor sabia que haveria um número, em todas as gerações sucessivas, que acreditariam nele pelo ministério da palavra; e para estas pessoas, e a conversão delas, e o sucesso do Evangelho, como para o bem das suas almas, ele pede...

17:21 - Que todos sejam um,... Entre eles. Isto pode considerar a unidade deles em fé, e no conhecimento de Cristo; pois há apenas uma fé, das quais todas as almas verdadeiramente experimentam e concordam: eles são convertidos pelo mesmo Espírito, e tem o mesmo trabalho da graça operado neles; e, embora eles não tenham o mesmo grau de luz, e medição de conhecimento espiritual, contudo, eles concordam no ponto principal do Evangelho, a salvação apenas pelo Senhor Jesus; e tal acordo na doutrina da fé, e os assuntos principais dela, com respeito à pessoa e ofícios de Cristo, são absolutamente necessários para entrar em companheirismo das suas igreja, e para a maior realização da a adoração de Deus unida; e que será mais manifesto no último dia, quando os santos verão olho a olho: igualmente pode ser projetada uma unidade em afeto aqui, um amor inquebrantável de uns aos outros, amor este que o perfeito vinculo de união entre o povo de Deus;
[1] a evidência da regeneração, o distintivo da profissão Cristã,[2] a beleza de comunhão da Igreja, e a barreira e segurança contra o inimigo; e sem a qual, ou serão negligenciados adoração social e serviço mútuo. Além disso, esta petição pode ter respeito ao ajuntamento todos os santos ao último dia,[3] como um corpo uniu junto em fé e amor; como uma assembléia geral e igreja do primogênito; como uma dobra da qual o Cristo é a Cabeça, Salvador, e Pastor:

Assim como tu, Pai, estais em mim, e eu em ti. Há uma mútua existência do Pai e do Filho, que são um em natureza e essência, no poder e na vontade e na compreensão e no afeto, cuja união, embora infinitamente transcenda qualquer tipo de união entre os homens, ou que pode ser concebida pelos homens, ainda é o exemplo dos santos, de sua união, e para as pessoas divinas, e que deve ser entendida não de uma igualdade, mas um exemplo:

Para que eles também sejam um em nós: Há uma união de todo o eleito de Deus e Cristo, que já está completa, e que não precisa que se ore; eles são todos amados por Deus com um amor perpétuo, pela qual eles são inseparavelmente um com ele; eles são todos escolhidos em Cristo, como membros de um só corpo, e estão unidos federalmente a ele, como o Mediador deles, bem como segurança, e representante; por causa da qual ele assumiu a natureza deles, ficou no lugar deles, e os trouxe para perto de Deus. Há uma manifestação de união na conversão, quando as pessoas mostram-se estar em Cristo abertamente; e como um fruto e efeito do amor perpétuo, que são juntos com a benevolência trazidos até ele; e que será mais gloriosamente vista, quando todo o eleito será trazido, e Deus estará em todos, e é o que Cristo aqui ora:

Para que o mundo possa crer que tu me enviaste;… Quer o resto do povo escolhido de Deus no mundo, ainda não chamado, ou melhor, os ímpios e réprobos do mundo, particularmente os Judeus e os Deístas: eles devem ver a concórdia e o acordo com os santos na doutrina, culto, e afeto no último dia, e quando todos os escolhidos devem ser reunidos em conjunto, e não só a sua união uns com os outros, mas para as divinas pessoas, que devem aparecer claramente, em seguida, eles irão acreditar, todos serão obrigados a admitir, que Jesus é o verdadeiro Messias, foi enviado de Deus, e não é impostor.

_____________
Notas
[1] Cf. Colossenses 3:14. N do T
[2] Cf. João 13:35. N do T.
[3] Cf. João 10:16. N do T.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos