Fábula — Estudos Bíblicos



Fábula — Estudos BíblicosFÁBULA 
(Enciclopédia Bíblica Online)

História falsa, ficção, mito, invenção, falsidade; da palavra grega mýthos. Mýthos ocorre em 1 Timóteo 1:4; 4:7; 2 Timóteo 4:4; Tito 1:14; 2 Pedro 1:16.

Mýthos é o contrário de alétheia, “verdade”, significando a essência manifesta, verídica, dum assunto. Em Gálatas 2:5, “a verdade das boas novas” contrasta o ensino verdadeiro do evangelho com as deturpações dele. Os apóstolos advertiram os cristãos contra o perigo de ser desviado da verdade para histórias falsas, visto que estas não tinham nenhuma base em fatos, mas eram as imaginações de homens. O judaísmo estava cheio de tais histórias falsas, sendo que as tradições dos anciãos constituíam a chamada lei oral que passou a ser incorporada no Talmude. O judaísmo, o principal opositor do cristianismo no primeiro século, tinha sido grandemente influenciado por filosofias e ensinos pagãos.

Como exemplo de uma dessas histórias falsas, considere a seguinte do Talmude Palestino (ou: de Jerusalém): “R. Samuel b. Nahman, em nome de R. Jonathan, disse: As tábuas [em que Moisés recebeu os Dez Mandamentos] tinham seis palmos de comprimento e três de largura: e Moisés segurava dois palmos, e Deus dois, de modo que havia um espaço de dois palmos entre os dedos deles; e quando os israelitas adoravam o bezerro, Deus tentou arrebatar as tábuas das mãos de Moisés; mas as mãos de Moisés eram tão fortes, que ele as arrebatou Dele.” A história prossegue dizendo que, então, “as letras saíram voando” das tábuas; em resultado, visto que “a escrita as sustentava”, as tábuas “tornaram-se pesadas demais para as mãos de Moisés e caíram, e se quebraram”. — Ta‛anit, V, pp. 116, 117, traduzido para o inglês por A. W. Greenup.

Os escritos apócrifos abundam em histórias falsas, fictícias, tais como aquela sobre Daniel matar um grande dragão com uma mistura de breu, gordura e pêlos (Apêndices a Daniel 14:22-26, CBC), e outra sobre Tobias conseguir do coração, do fel e do fígado dum enorme peixe poderes para curar e para exorcismar demônios. — Tobias 6:2-9, 19, CBC.

Os Cristãos Devem Rejeitar Fábulas: Em 1 Timóteo 1:4, Paulo manda que os cristãos não prestem atenção a histórias falsas. Estas podem levar os cristãos a se envolverem em pesquisas de nenhum benefício real e podem desviar sua mente da verdade. Algumas destas histórias falsas são do tipo contado por mulheres velhas cuja vida foi passada em práticas do mundo. Estas histórias violam as normas santas e justas de Deus. (1Ti 4:6, 7; Tit 1:14) O apóstolo Pedro, em 2 Pedro 1:16, refere-se a histórias falsas (que não são apenas fictícias, mas também engenhosa e astutamente inventadas, com o fim de possivelmente desviar o cristão) e as contrasta com o relato verídico, fatual, da transfiguração, da qual ele foi testemunha ocular. (Mr 9:2) Paulo, em 2 Timóteo 4:3, 4, predisse que, numa época futura, as pessoas voluntariamente se desviariam para histórias falsas, preferindo-as à verdade.


Mais estudos bíblicos...

Cf. Estudo Bíblico sobre os Amorreus
Cf. Estudo Bíblicos sobre Jessé
Cf. Estudo Bíblico sobre Oferta Queimada
Cf. Estudo Bíblico sobre o Monte Moriá
Cf. Estudo Bíblico sobre Jejum
Cf. Estudo Bíblico sobre Obediência
Cf. Estudo Bíblico sobre Timóteo
Cf. Estudo Bíblico sobre Perdão


Fábula — Estudos Bíblicos Fábula — Estudos Bíblicos Reviewed by Biblioteca Bíblica on quarta-feira, julho 22, 2009 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.