2015/09/08

Significado de Êxodo 10

Significado de Êxodo 10

Significado de Êxodo 10


Êxodo 10

10.1 — A praga de gafanhotos viria precedida de um aviso. Assim, Deus ordenou a Moisés que fosse até o faraó (Êx 7.15), mas advertiu Seu servo: tenho agravado o seu coração [tomei obstinado seu coração (nvi) ] . Dois verbos são usados em Êxodo para descrever o divino endurecimento do coração de faraó: endurecer (Êx 4-21; 7.3), com o sentido de tornar duro, resistente, e agravar (Êx 10.1), significando tornar obstinado, insensível.

10.2 — Para que contes aos ouvidos de teus filhos e dos filhos de teus filhos. A história da libertação de Israel por Deus seria passada de geração em geração.

As coisas que fiz no Egito e meus sinais que tenho feito entre eles. O significado dos verbos hebraicos traduzidos como fiz e tenho feito é jogar com ou brincar com. O Senhor estava dizendo: “Estou apenas jogando com faraó”. Já a palavra sinais faz alusão ao poder de Deus, à revelação de si mesmo por meio de manifestações do Seu poder (Êx 10.1; 7.9; 9.16).

10.3 — Se ainda recusas humilhar-te. O orgulho do faraó seria destruído. Ele acreditava ser um deus e exibia-se como se fosse um. No entanto, Deus costuma humilhar os que são altivos e agraciar os que são humildes (SI 18.27; 147.6; Is 57.15-21; IP e 5.5).

10.4 — Como em cada uma das nove primeiras pragas, o Senhor usou Sua própria criação — aqui gafanhotos, que causam destruição às lavouras — para levar a devastação ao Egito.

10.5-7 — Na pergunta dos servos do faraó — até quando este [Moisés] nos há de ser por laço? — o termo laço (hb. môqesh), um tipo de armadilha para pássaros (Am 3.5), é usado para aludir a Moisés como um agente de destruição para os egípcios.

Ainda não sabes que o Egito está destruído? Os conselheiros do faraó admitiram a ruína do Egito, cientes do cumprimento da promessa divina de que os egípcios teriam conhecimento da supremacia de Deus sobre faraó (Êx 7.5; 8.19; 9.20; 12.33).

10.8,9 — No momento em que o faraó começou a questionar a saída dos israelitas para prestar culto a Deus, pode-se notar que ele não estava muito disposto a libertar o povo. A pergunta quais são os que hão de ir? era ilógica. Desde o início, Moisés pediu que toda a população de hebreus fosse com ele; agora, reafirmava o que havia pedido.

10.10,11 — Faraó, relutantemente, deu permissão de saída aos homens. Mas, ao manter sob custódia as mulheres, as crianças, os rebanhos e os bens dos hebreus, o rei do Egito tinha a garantia de que os homens voltariam.

10.12-15 — Visto que faraó continuava obstinado, o Senhor fez com que aparecessem os gafanhotos que comeram toda a erva da terra. Esta é uma hipérbole, uma forma de expressar que o acontecimento foi um desastre sem precedentes na história do Egito. Não está claro nesta passagem, mas é provável que (baseado em Ex 8.22; 9.24,26; 10.23; 11.7) os hebreus tenham sido poupados do efeito desta praga.

10.16-18 — Faraó confessou — pequei —, e Moisés suplicou ao Senhor a favor do rei do Egito, pois este não podia deter a praga que se abatia sobre ele, tampouco seus magos. O texto é bem claro ao atribuir o alívio ao Senhor e não a Moisés. Deus era o vencedor.

10.19 — Um vento ocidental fortíssimo. Assim como no caso das rãs (Ex 8.10-14) e da chuva de granizo (Êx 9.33), o faraó pôde ver o poder de Deus agir por meio das forças da natureza. Verdadeiramente, o controle de tudo pertence ao Senhor (Êx 9.29; SI 24.1).

10.20 — O Senhor, porém, endureceu o coração de Faraó. Veja Êxodo 3.19; 4.21; 5.2; 7.3,13,14.

10.21-23 — A nona praga abateu-se sobre o Egito sem qualquer tipo de aviso anterior. As trevas eram tão espessas (v. 22) que davam a sensação de que podiam ser apalpadas. Essa praga golpeou em cheio o coração da religião egípcia, que adorava o sol, representado pelos deuses Rá, Amon, Aton e Hórus (disco solar alado). Rá significava para o povo egípcio o que Yahweh representava para os israelitas. Era visto como o grande ser supremo que sustentava a vida. Mas as trevas enviadas pelo verdadeiro Deus sobrepujaram o poder daquele suposto deus, envergonhando seus adoradores.

10.22-26 — Com base em outras passagens (Êx 4.1-8,20; 7.9,20; 8.5,16; 9.23; 14.16; 17.5,9), o trecho Moisés estendeu a sua mão para o céu sugere que o profeta podia estar com a vara, símbolo da autoridade outorgada a ele por Deus, em mãos, ao invocar a nona praga, visto que o faraó continuava a opor-se ao Senhor.

No original hebraico, os termos traduzidos como trevas espessas são expressos por duas palavras: trevas [hb. choshek] é uma palavra que é usada denotativamente para designar escuridão, obscuridade, em oposição à luz; espessas [hb. ‘aphelah] significa escuridão, trevas, calamidade, impiedade; alude a uma profunda escuridão também espiritual (Jó 3.6; 10.21,22; SI 91.6; Is 29.18). Esta catástrofe deve ter atingido ferrenhamente os egípcios. Eles adoravam vários deuses, mas nenhum era tão adorado como o sol. Até mesmo um simples eclipse solar teria causado impacto sobre eles, porém, desta vez, houve três dias de escuridão total. Isso era um ataque frontal aos seus deuses (Êx 12.12), ao faraó e seu suposto controle da natureza e a todos os serviçais do rei — que se revelaram inúteis em se tratando de poderes sobrenaturais.

Não viu um ao outro, e ninguém se levantou do seu lugar por três dias. A s pessoas devem ter ficado aterrorizadas.

10.27 — O Senhor, porém, endureceu o coração de Faraó. Para mais detalhes sobre esse endurecimento, veja os comentários de Êxodo 3.19; 4.21; 5.2; 7.3,13,14.

10.28,29 — Não há a possibilidade de qualquer engano quanto à ameaça do faraó — Vai-te de mim e guarda-te que não mais vejas o meu rosto; porque, no dia em que vires o meu rosto, morrerás — e à resposta de Moisés — Bem disseste; eu nunca mais verei o teu rosto. E possível que Êxodo 11.4-8 seja a continuação desse mesmo diálogo, intercalado pela revelação divina em Êxodo 11.1. Isto explicaria a grande ira de Moisés em relação ao rei do Egito, em Êxodo 11.8.

Índice: Êxodo 1 Êxodo 2 Êxodo 3 Êxodo 4 Êxodo 5 Êxodo 6 Êxodo 7 Êxodo 8 Êxodo 9 Êxodo 10 Êxodo 11 Êxodo 12 Êxodo 13 Êxodo 14 Êxodo 15 Êxodo 16 Êxodo 17 Êxodo 18 Êxodo 19 Êxodo 20 Êxodo 21 Êxodo 22 Êxodo 23 Êxodo 24 Êxodo 25 Êxodo 26 Êxodo 27 Êxodo 28 Êxodo 29 Êxodo 30 Êxodo 31 Êxodo 32 Êxodo 33 Êxodo 34 Êxodo 35 Êxodo 36 Êxodo 37 Êxodo 38 Êxodo 39 Êxodo 40

Nenhum comentário:

Postar um comentário