2015/09/08

Significado de Êxodo 11

Significado de Êxodo 11

Significado de Êxodo 11


Êxodo 11

11.1,2 — Ainda uma praga trarei sobre o Faraó e sobre o Egito; depois, vos deixará ir daqui; e, quando vos deixar ir totalmente, a toda a pressa vos lançará daqui. Neste ponto, a série de catástrofes atinge seu auge, e o faraó ficaria satisfeito de livrar-se dos israelitas.

Fala agora aos ouvidos do povo, que cada varão peça ao seu vizinho, e cada mulher à sua vizinha, vasos de prata e vasos de ouro. Deus anunciou isso desde o começo (Êx 3.21,22; leia o comentário em Êxodo 12.35,36 para ver o resultado).

11.3 — E o Senhor deu graça ao povo aos olhos dos egípcios; também o varão Moisés era mui grande na terra do Egito, aos olhos dos servos de Faraó e aos olhos do povo. Outro notável ingrediente de Êxodo foi a graça (hb. hen) — também traduzido como favor — que Deus suscitou nos egípcios em relação ao povo hebreu e seu líder. Depois de tudo o que aconteceu, era de esperar-se justamente o oposto. Mas, surpreendentemente, até os conselheiros do faraó admiravam (e temiam) Moisés. Isto é uma ironia que faz parte da grande vitória (Êx 15.3) de Deus sobre Seu inimigo, o rei do Egito, criatura que representava o mal, o pecado, a descrença e até mesmo Satanás.

11.4 — Disse mais Moisés. O texto aqui é de certa forma ambíguo, e pode suscitar a dúvida: Moisés se dirigia a quem? No versículo 8, é dito que ele deixou a presença de faraó com grande ira. E possível que Êxodo 11.4-8 faça parte da última audiência de Moisés com o faraó (Êx 10.27-29), que tenha sido adiado até o capítulo 11, a fim de torná-lo ainda mais memorável. Seguindo esta interpretação, entende-se que a última praga (a décima) é anunciada a faraó como um aviso prévio e solene (Ex 7.15).

Assim o Senhor tem dito: A meia-noite eu sairei. O Senhor era o poder por trás das dez pragas. Mas em nenhuma das nove pragas anteriores Ele se envolveu tão pessoalmente como na décima. E a analogia com o evangelho é inevitável. Quando Deus planejou a salvação da humanidade, não foi uma coisa que Ele delegou a outro agente, mensageiro ou anjo. Este foi um trabalho dele próprio e demandou a encarnação de Seu Unigênito, que se tornou homem. Assim, na libertação de Israel do Egito, a redenção não foi repassada a um ser humano. E como se, de fato, o Senhor dissesse: “a obra de libertação e redenção é minha, e não de uma pessoa”.

11.5 — E todo primogênito na terra do Egito morrerá, desde o primogênito de Faraó, que se assenta com ele sobre o seu trono, até ao primogênito da serva que está detrás da mó.... O uso de desde o... até, incluindo primogênitos de classes sociais tão distintas [quanto a do faraó e a do escravo], indica a totalidade (veja também Êx 12.29). Significa que nenhum dos egípcios escaparia da catástrofe premeditada.

11.6 — E haverá grande clamor em toda a terra do Egito, qual nunca houve semelhante e nunca haverá. O prognóstico de um grande clamor demonstra a intensidade da tragédia. Faraó foi avisado desse fato (Êx 4.22,23).

11.7 — Em algumas das nove pragas anteriores, o texto bíblico diz claramente que Deus protegeu Seu povo das catástrofes (Êx 8.22; 9.4,26; 10.23). Aqui também encontramos a enfática promessa de que contra todos os filhos de Israel nem ainda um cão moverá a sua língua; nada aconteceria a nenhum israelita; eles não sofreriam com a décima praga. Deus advertiu que faria a distinção entre Egito e Israel (Êx 8.22; 9.4). A instituição da Páscoa (cap. 12) acentuaria essa grande diferenciação. O Senhor, por Sua misericórdia, protegeria Seu povo quando desferisse Seu juízo sobre aqueles que se opunham a Ele.

11.8 — Moisés repetiu a profecia divina: os servos de faraó honrariam o porta-voz de Deus e suplicariam por misericórdia. Isso certamente era uma afronta ao rei egípcio, assim como o fato de Moisés sair da presença do faraó em ardor de ira (provavelmente após proferir seu discurso iniciado em Êxodo 10.28,29).

11.9,10 — Como em cada uma das outras pragas, Deus previu que o faraó não ouviria os avisos e as instruções divinas. Contudo, por causa da obstinação do rei egípcio o grandioso poder de Deus seria manifesto a todos.

Índice: Êxodo 1 Êxodo 2 Êxodo 3 Êxodo 4 Êxodo 5 Êxodo 6 Êxodo 7 Êxodo 8 Êxodo 9 Êxodo 10 Êxodo 11 Êxodo 12 Êxodo 13 Êxodo 14 Êxodo 15 Êxodo 16 Êxodo 17 Êxodo 18 Êxodo 19 Êxodo 20 Êxodo 21 Êxodo 22 Êxodo 23 Êxodo 24 Êxodo 25 Êxodo 26 Êxodo 27 Êxodo 28 Êxodo 29 Êxodo 30 Êxodo 31 Êxodo 32 Êxodo 33 Êxodo 34 Êxodo 35 Êxodo 36 Êxodo 37 Êxodo 38 Êxodo 39 Êxodo 40

Um comentário:

  1. Como tem sido edificante os estudos deste Blog, que o Senhor continue dando sabedoria e inspiração do Espírito Santo :)

    ResponderExcluir