2015/09/08

Significado de Êxodo 15

Significado de Êxodo 15

Significado de Êxodo 15


Êxodo 15

15.1-19 — Esta passagem contém o primeiro cântico de maior extensão na Bíblia. É um cântico de libertação. Outras seções poéticas em Gênesis (1.27;3.14-16,17-19;4.23,24) são muito curtas para serem chamadas de salmos. Moisés compôs este cântico, e sua elaboração gramatical, estrutural e vocabular comprovam sua origem antiga (leia Dt 32 e SI 90 para conhecer outros dois salmos compostos por Moisés).

15.1 — Moisés e os filhos de Israel louvaram juntos como uma congregação, não apenas como nação. E eles entoaram o cântico ao Senhor. O Deus vivo era seu principal ouvinte. A expressão sumamente se exaltou é uma construção enfática, que expressa o magnífico contentamento por causa da grande vitória de Deus (Êx 18.8).

O cavalo e o seu cavaleiro também podem ser entendidos como o cavalo e o seu carro de batalha. O verbo traduzido do hebraico como lançou é uma expressão rara e vívida. Ele transmite a ideia de Deus atingindo e derrubando os membros do exército egípcio na água um por um.

15.2 — A minha força e o meu cântico são um par de palavras pouco usual. Algumas pessoas pensam que o termo traduzido como cântico significa poder, fortaleza ou algo similar. Entretanto, a ideia como é expressa é maravilhosa: Deus é minha canção vigorosa. Portanto, uma pessoa de fé considera o onipotente Deus vivo como uma razão para louvar!

Na sentença ele me foi por salvação, o verbo salvar e os substantivos relacionados com ele remetem ao sentido de cômodo ou espaço (Ex 14.13). Com o aterrorizante mar defronte aos israelitas e os egípcios atrás, perseguindo-os, o povo de Deus ficou encurralado. Contudo, o Senhor o surpreendeu com Sua libertação. As palavras da primeira metade deste versículo são citadas no Salmo 118.14 e em Isaías 12.2. Há muitos vocábulos para expressar o louvor na Bíblia. Mas o verbo hebraico em o exaltarei (nawâ) é único e quer dizer conferir beleza a Deus. Por meio do fruto de seus lábios (Hb 13.15), pessoas de todas as idades podem conferir beleza Àquele que criou tudo que é belo.

A expressão Deus de meu pai indica que os israelitas adoravam o mesmo Deus que Abraão, seu pai, adorava, em quem acreditava e a quem obedecia. Hoje, os cristãos são parte da linhagem de Abraão, porque também creem no mesmo Senhor, obedecem-lhe e adoram-no (G1 3.6,7). Muitos crentes fiéis nos precederam.

15.3-5 — Chamar Deus de varão de guerra é bastante apropriado neste contexto. A batalha foi vencida, e a exaltação pertence ao Vitorioso. A declaração Senhor é o seu nome aponta que o nome de Deus na Bíblia, Yahweh, é muito importante (Êx 3.14,15). Outros supostos deuses tinham nomes secretos que eram revelados somente ao restrito grupo de sacerdotes. Ao saber o nome oculto dos deuses, o feiticeiro possuía um suposto “acesso especial” a eles. Mas o Deus vivo fez com que todos conhecessem Seu nome e soubessem que a salvação é encontrada apenas nele.

15.6 — Ao longo da narrativa de Êxodo foi enfatizada a poderosa mão direita de Deus estendida (v. 12,16). Esta é uma maneira de descrever a potente e ativa presença divina entre os israelitas. Deus não libertou Israel de longe; Ele desceu para agir junto a Seu povo (Êx 3.8).

15.7,8 — Moisés usou figuras de linguagem para ilustrar o grandioso sentimento do momento. O vigoroso vento que fez as águas se dividirem em duas partes e formarem um corredor (Êx 14.21) é descrito na poesia como o sopro dos teus narizes.

15.9-12 — A arrogância do exército perseguidor incitando a luta com o Deus vivo é descrita no versículo 9. Contudo, no versículo 11, a expressão de incomparabilidade no questionamento quem é como tu entre os deuses? Demonstra que os inimigos jamais seriam capazes de vencer o Senhor contando com seus deuses, pois só Yahweh é o Todo-poderoso. Essa expressão aparece muitas vezes na Bíblia para descrever o verdadeiro Deus.

Em um mundo onde havia muitos supostos deuses, o Senhor era único. Ele, sozinho, é Deus. Ele não é apenas melhor do que os outros deuses; não há outros deuses. Nenhuma pessoa, nenhum deus ou objeto pode ser comparado com o verdadeiro Deus vivo (SI 96.4,5; Is 40.25,26; Mq 7.18). Quanto ao uso do termo terrível, este significa que Deus inspirou maravilhas, adoração e obediência nos israelitas.

15.13 — A palavra beneficência é melhor interpretada se substituída por amor leal, o amor fiel de Deus por Seu povo (SI 13.5). A forma verbal salvaste vem de uma palavra do hebraico que tem relação com os direitos de proteção da família. Deus protegeu Sua família, os israelitas. Ele os conduziu à habitação da sua santidade, ou seja, à terra que estava dando a Seu povo para o contentamento deste (v. 17).

15.14,15 — A notícia da libertação de Israel do Egito correu por toda a terra (Js 2.9). O resgate poderoso de Deus não era para ser mantido em segredo. Todas as outras nações do mundo deveriam ficar em alerta: o Senhor lutou por Israel, e este povo estava a caminho de Canaã! A finalidade de tais palavras era reforçar a sensação de segurança dos israelitas, mas, em vez disso, as histórias subsequentes nos mostram a covardia do povo. Eles tiveram dificuldades para confiar em seu próprio Deus (Nm 13; 14).

15.16 — Espanto e pavor é um par de palavras que se configura num único enfático pensamento — um receio esmagador. A expressão teu braço pode ser usada da mesma forma que mão direita (v. 6,12). O verbo adquiriste (comprar, obter) também pode significar criar (Gn 14.19).

15.17 — Tu os introduzirás e os plantarás no monte. Este versículo fala da esperança do futuro próximo, a conquista da terra de Canaã (logo seria a terra de Israel), assim como da confiança em um futuro mais distante, a construção do templo.

15.18 — O Senhor reinará eterna e perpetuamente. Por fim, a libertação de Israel aponta para o reinado vindouro do Deus vivo na terra sobre o Seu povo resgatado.

15.19,20 — Nesta passagem, Miriã, a irmã de Moisés, é mencionada pelo nome pela primeira vez. É bastante provável que ela seja aquela citada na história do nascimento do profeta no capítulo 2. Ela é chamada de profetisa. Embora não haja registros de mulheres servindo como sacerdotisas na antiga Israel, estas de fato exerceram o papel de profetisas (Débora, Jz 4-4; a esposa de Isaías, Is 8.3; Hulda, 2 Rs 22.14). Como uma profetisa (Mq 6.4), Miriã falou oficialmente em nome de Deus. Entretanto, nem ela nem seu irmão Arão tiveram semelhante aproximação com o Senhor como teve Moisés  Nm 12). Este trecho também descreve a primeira adoração israelita após sua libertação no mar Vermelho. As mulheres lideraram essa exaltação com tamborins e dança, algo que mais tarde será celebrado no livro de Salmos (SI 68.25).

15.21 — O verbo respondia pode ser traduzido como cantava. As palavras do versículo 21 são as mesmas que aparecem no início do cântico de Moisés (15.1). A ordem das ações aparenta ser: Moisés foi o autor do cântico (v. 1); Miriã liderou os cantos, ou talvez ela tenha atuado como entoadora da antífona [versículo que precede o salmo] no coro. A celebração incluiu música, instrumentos, dança e grande exaltação ao Deus vivo.

15.22 — Agar foi encontrada pelo anjo do Senhor perto de uma fonte a caminho de Sur (Gn 16.7;20.1;25.18). A falta de água nesta região faria com que a fé dos israelitas no Deus vivo, Aquele que os resgatou milagrosamente, fosse posta à prova inúmeras vezes (cap. 17).

15.23,24 — O verbo murmurar nesta passagem não apresenta um sentido tão duro quanto o verbo usado em Êxodo 17.2, mas também expressa insatisfação. A recente libertação do povo dos exércitos egípcios faz com que essa queixa pareça volúvel e um verdadeiro teste da misericórdia de Deus. Muitas vezes, agimos como os israelitas, mudando do louvor à reclamação facilmente.

15.25 — O uso do lenho (arbusto) para purificar a água fez com que este milagre se tornasse fácil de perceber.

15.26 — Nenhuma das enfermidades. Da mesma forma que Deus transformou as águas amargas de Mara, Ele prometeu não lançar nenhuma doença sobre os israelitas (Êx 23.25). A expressão descritiva Eu sou o Senhor, que te sara comprova a misericórdia e o poder divino. Isso continua sendo uma grande verdade: a cura vem do Senhor.

15.27 — Elim significa lugar das árvores. As fontes de água e as palmeiras desse lugar eram uma agradável acolhida da secura do deserto. Muitas vezes a Bíblia compara poços e fontes à salvação, e palmeiras às bênçãos (SI 1). Elim é provavelmente Wadi Garandel, próximo à tradicional localização do monte Sinai.

Índice: Êxodo 1 Êxodo 2 Êxodo 3 Êxodo 4 Êxodo 5 Êxodo 6 Êxodo 7 Êxodo 8 Êxodo 9 Êxodo 10 Êxodo 11 Êxodo 12 Êxodo 13 Êxodo 14 Êxodo 15 Êxodo 16 Êxodo 17 Êxodo 18 Êxodo 19 Êxodo 20 Êxodo 21 Êxodo 22 Êxodo 23 Êxodo 24 Êxodo 25 Êxodo 26 Êxodo 27 Êxodo 28 Êxodo 29 Êxodo 30 Êxodo 31 Êxodo 32 Êxodo 33 Êxodo 34 Êxodo 35 Êxodo 36 Êxodo 37 Êxodo 38 Êxodo 39 Êxodo 40

Um comentário:

Postar um comentário