2015/12/30

Andorinha — Estudo Bíblico

Andorinha — Estudo BíblicoAndorinha


Nas traduções, há duas palavras hebraicas, agur e sus (ver Isaías 38:14 e Jer. 8:7) que foram intercambiadas. Esses termos hebraicos indicam, respectivamente, grou e andorinha. Ambas são aves migratórias. Neste artigo, interessa-nos a segunda delas. No hebraico, sus significa rápida.  Há espécies migratórias e espécies residentes de andorinhas. Quando elas eram abundantes na Palestina, os habitantes usavam-nas como alimento. E os hebreus também tiveram permissão de consumi-las em sua dieta. Há traduções que usam somente a palavra “grou” para ambas essas passagens; outras que usam somente a palavra “andorinha”, em ambas. Nossa versão portuguesa as distingue. Temos a considerar duas palavras hebraicas, uma delas usada em Sal. 84:3 e Pro. 26:2, e a outra usada em Isa. 38:14 e Jer. 8:7. Alguns estudiosos opinam que a primeira dessas palavras seria a verdadeira andorinha, ao passo que a outra seria o grou. Driver (PEQ, 1955, pág. 131) vê uma clara distinção entre um a espécie e outra; m as a verdade é que essa diferenciação não é tão simples como pode parecer à primeira vista. Esses pássaros pertencem a espécies totalmente diferentes, embora com hábitos similares. Ambas as espécies buscam o seu alimento no ar, onde passam a maior parte das horas do dia, pois são quase incapazes de tocar no solo, e fazem os seus ninhos em construções feitas pelo homem. 

A Palestina conta com seis membros da família das andorinhas (Hirundinidae). Dois desses membros são residentes, e os outros são migratórios. Mas o caso é que os escritores antigos dificilmente distinguiram entre essas duas espécies com precisão. No hebraico, a palavra traduzida por “andorinha”, em Sal. 84:3 e Pro. 26:2, tam bém significa “liberdade” (em letras latinas, essa palavra hebraica daria algo como derôr).  Alguns têm sugerido que essa é um a palavra mais geral, que inclui todos os pássaros insetívoros, que se alimentam enquanto voam. Por esse motivo, tanto uma espécie quanto a outra se ajustariam aos contextos de Salmos 84:3 e Pro. 26:2, o que talvez explique por que nossa versão portuguesa traduz duas palavras hebraicas diferentes por uma só, “andorinha”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário