2009/12/09

O Significado do Corpo de Cristo


O Significado do Corpo de Cristo
O Significado do Corpo de Cristo
(Enciclopédia Bíblica Online)
Expressão Grega: Soma tou Iesou Christou

O termo grego, soma tou Iesou Christou, que significa o “corpo de Jesus Cristo”, tem três significados no Novo Testamento: (1) o corpo físico de Jesus Cristo, (2) o corpo partido de Jesus e o sangue derramado simbolicamente em pão e vinho na Ceia do Senhor, e (3) tanto a Igreja local e universal vistas metaforicamente (Para isso, consulte Corpo de Cristo, a Igreja). 

1. O corpo físico de Jesus Cristo. O Novo Testamento indica que o Filho de Deus teve um corpo humano preparado para Ele por Deus, o Pai (Hb 10:5). O corpo terrestre veio a ser através do poder miraculoso do Espírito Santo através da Virgem Maria (Mt 1:20). O apóstolo João destacou que o corpo de Cristo era verdadeiramente físico, e não algo etéreo, como algumas pessoas na época de João já estavam começando a discutir (1 João 4:2-3). João disse que Deus “se fez carne e habitou entre nós” (João 1:14). Corpo terreno de Jesus possuía características comuns e limitações humanas. Como um ser humano real, Jesus Cristo experimentou a tristeza (Hb 5:7-8, João 11:35), cansaço (João 4:6), sede (João 19:28), e dor (João 19:1-3 ). Quando Jesus entregou Seu espírito, seu corpo físico morreu na cruz (João 19:30, 33). Enquanto na cruz, o Novo Testamento proclama que Ele levou os pecados do mundo em Seu corpo (1 Ped. 2:24, 1 João 2:2). O corpo físico de Cristo foi elaborado de uma forma normal para o sepultamento (Mateus 27:59, Marcos 15:46, Lucas 23:53, 56; 24:1, João 19:39-40) e colocado no túmulo de José de Arimatéia (Mateus 27:57-60, João 19:41). No terceiro dia, o corpo de Jesus experimentou uma ressurreição física real, como Ele previu (João 2:19-22). Ele foi visto em seu corpo físico ressuscitado (Mateus 28:9, Lucas 24:31, 36, João 20:10-19, 26). Ele foi visto, ouvido e tocado (Mateus 28:9, Lucas 24:39, João 20:17; 1 João 1:1). Ele até ofereceu Seu corpo, ferido pela crucificação, a ser tocado (Lucas 24:39, João 20:17). Além disso, o fato de que Ele comeu demonstra que o Seu corpo ressuscitado era realmente físico (Lucas 24:42-43). O corpo de Cristo também foi glorificado, não era restrito como coisas comuns são, e Ele entrava e deixava os lugares fechados de uma forma notável (Lucas 24:31, 36, João 20:19, 26).

2. O Corpo de Cristo na Ceia do Senhor. Durante a Última Ceia de Jesus (Mateus 26:26-29, Marcos 14:22-25, Lucas 22:15-20, 1 Coríntios. 11:23-26), que acompanhou a celebração da Páscoa, Jesus ergueu um pedaço de pão e disse: “Este é o meu corpo.” Então ele pegou um copo de vinho e disse: “Este é o meu sangue da aliança” (Mateus 26:28). Enquanto o vinho simboliza o sacrifício da vida de Jesus, o pão simboliza o corpo de Jesus, que seria partido quando Ele fosse crucificado (Lucas 23:33, João 19:1-2). Para os cristãos, o corpo de Cristo é visto simbolicamente como um corpo partido (Mt 8:17, 1 Pet. 2:24; ver Isa. 53:4-5) no partir do pão na Ceia do Senhor. A taça é um sinal de Seu sangue derramado, visto como o fator central na aliança da graça de Deus com o Seu povo. Jesus se referiu à “a nova aliança no meu sangue” (Lucas 22:20). A Ceia do Senhor recorda aos crentes de que Cristo morreu para a remissão dos pecados de muitos (Mateus 26:28). Ela mostra a morte do Senhor até que Ele venha novamente.
Versículos Chave
Mateus 26:26, Marcos 14:22, Lucas 22:19, Hebreus 10:5

O corpo de Cristo oferece aos cristãos a esperança. Na Ceia do Senhor, lembra-nos de corpo partido de Cristo sacrificado por nós. E o corpo ressuscitado de Cristo fortalece nossa convicção de que nós, também, receberemos corpos ressuscitados, no qual poderemos viver para sempre na presença de Deus.

Fonte: Holman Treasury of Key Bible Words de Eugene E. Carpenter e Philip W. Comfort.

Nenhum comentário:

Postar um comentário