2016/10/14

Significado de Números 8

Significado de Números 8

Significado de Números 8



Números 8

8.1-4 — As sete lâmpadas devem ter sido objetos primorosos, fruto do melhor trabalho executado pelos artesãos. Mas a colocação destas foi tão importante quanto a destreza profissional em elaborá-las.
8.5-19 — Este trecho bíblico foca na consagração dos levítas, a fim de torná-los adequados para a execução de suas tarefas especiais a serviço da adoração santa do Senhor. Os levitas pertenciam a Deus, pois foram trocados pelos primogênitos de Israel, os quais foram poupados por Deus durante as dez pragas do Egito (Nm 3.40,41; 8.16-19).
8.7-9 — Rapar todo o corpo de um levita representava, de certo modo, um símbolo físico de retorno à inocência. Este ato de devoção iniciou os levitas a serviço do Senhor. Além de rapar todo o corpo, os levitas também foram aspergidos com a água da purificação, e suas roupas, lavadas.
8.10-12Porão as suas mãos sobre os levitas. Este antigo símbolo de dedicação: (1) mostrou, com gestos físicos, os que estavam sendo oferecidos a Deus; (2) expressou identificação entre o povo e os levitas, sobre os quais as mãos foram impostas, e entre os levitas e os novilhos, quando aqueles colocaram suas mãos sobre a cabeça destes; e (3) demandou a sanção divina deste ato público. Arão então apresentou os levitas ao Senhor, e talvez ele tenha balançado suas mãos para frente e para trás, como se os levitas estivessem sendo movidos perante o Senhor. Então, aqueles sobre os quais as mãos foram impostas impuseram suas próprias mãos sobre a cabeça dos novilhos como um símbolo de identificação.
8.13-16 — As palavras hebraicas me são dados consistem em uma duplicação enfática: dedicados, dedicados. A história do êxodo — neste caso, a Páscoa — sempre foi a base para a teologia do Antigo Testamento, pois este acontecimento salvador moldou a nação de Israel.
8.17-19 — Ao desempenharem seu serviço no tabernáculo, os levitas funcionavam como mediadores entre o povo e Deus [uma vez que lidavam com os objetos de culto ao Senhor, que também eram símbolos da presença dele, e ofereciam expiação pelo povo]. O objetivo do ofício dos levitas e da expiação era claro: para que não haja praga entre os filhos de Israel. Aqui, a misericórdia de Deus complementava a Sua santidade, e esta não tolerava uma aproximação imprópria. Mas, em Sua bondade, Ele mesmo providenciou uma salvaguarda, que eram os levitas. Eles avisavam os outros para não chegar muito perto e os instruíam sobre como se aproximar do Deus vivo de maneira adequada.
8.20-26 — Este parágrafo conclusivo serve de resumo para todo o conteúdo do capítulo, bem como de relatório a respeito das ações dos sacerdotes e da obediência do povo à Palavra do Senhor. Durante os primeiros dez capítulos, há um padrão regular: (1) o anúncio da Palavra do Senhor; (2) os detalhes desta Palavra; e (3) a informação da aceitação e submissão. Pela lógica de tal padrão, somos condicionados a esperar que a obediência siga regularmente os comandos divinos à medida que as pessoas tracem seu caminho rumo à triunfal conquista da Terra Prometida.
8.24-26De vinte e cinco anos para cima. Este dado parece estar em discordância com o limite de 30 anos estabelecido em Números 4.3. Esta diferença não é explicada abertamente, mas é possível que os cinco anos em questão servissem como um tipo de aprendizado. Mais tarde na história de Israel, Davi reduziu a idade dos levitas para 20 anos (1 Cr 23.24,27).

Índice: Números 1 Números 2 Números 3 Números 4 Números 5 Números 6 Números 7 Números 8 Números 9 Números 10 Números 11 Números 12 Números 13 Números 14 Números 15 Números 16 Números 17 Números 18 Números 19 Números 20 Números 21 Números 22 Números 23 Números 24 Números 25 Números 26 Números 27 Números 28 Números 29 Números 30 Números 31 Números 32 Números 33 Números 34 Números 35 Números 36

Nenhum comentário:

Postar um comentário