2019/08/22

Interpretação de 2 Reis 5

Interpretação de 2 Reis 5

Interpretação de 2 Reis 5



2 Reis 5


e) A Conversão de Naamã. 5:1-27.
1. Naamã, comandante do exército. Agora começava a fase pública do ministério de Eliseu. A posição de Naamã realçava a importância do acontecimento. Leproso. Na Síria, a lepra apenas incapacitava a pessoa de realizar suas obrigações; Naamã, estando leproso, já não podia mais obter vitórias para a Síria, o que causava sérias preocupações.
2. Da terra de Israel levaram cativa uma menina. Uma nota da providência divina.
3, 4. Oxalá o meu senhor estivesse diante do profeta. Seu pensamento se traduzia assim: Em Israel há um Deus vivo que pode curar. Foi Naamã e disse ao seu senhor. Suas palavras foram transmitidas ao rei.
5, 6. Enviarei. O rei prontamente enviou-o ao rei de Israel, porque acreditava que este poderia obter tudo o que quisesse do “seu” profeta. A mensagem foi ter à pessoa errada, pois o Senhor queria que a cura fosse uma questão pública. Ao que parece havia uma trégua entre Síria e Israel.
8. Saberá que há profeta em Israel. Isto é, “não tema que possa haver guerra por causa de sua incapacidade de curar Naamã. Deus Todo-Poderoso libertará Naamã”. Quando temos medo, devemos nos lembrar que “estou convosco todos os dias” (Mt. 28:20).
9,10. Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, lava-te ... no Jordão. Eliseu permaneceu dentro de casa para enfatizar a Naamã que nem a riqueza (v. 5), nem a posição (v. 1) podiam comprar a cura. O banho no Jordão enfatizava o poder de Deus para curar.
11,12. Naamã quase perdeu a bênção por causa do orgulho. Humildade e fé produzem libertação a todos (Mt. 18:3).
13. Quanto mau. Se não obedecermos a Deus nas pequeninas coisas, como podemos esperar que nos abençoe com as grandes?
14. E ficou limpo. A cura foi obtida através da obediência, no sétimo mergulho.
15. Eis que agora reconheço. Naamã ficou sabendo que havia um Deus em Israel, obedecendo as Suas ordens. Ficou assim persuadido que Jeová era o único Deus e seu único Senhor (v. 17).
16. Não o aceitarei. O Senhor não quer pagamento mas obediência e amor das almas redimidas.
17. Terra. Naamã queria a terra como lembrança de sua “bênção”.
18,19. Nisto perdoe . . . a teu servo. Não se devia pensar que Naamã estivesse adorando o deus (Hadade) – Rimom. Vai em paz. Naamã demonstrou que tinha uma consciência sensível e não queria dar a impressão de que estivesse adorando ídolos. Ele recebeu a garantia de que Deus compreendia o seu coração. Contudo, devemos ficar alertas à constante exposição em ambientes que nos enfraquecem para que não sobreestimemos nosso poder de resistência.
20, 21. Geazi . . . disse, isto é, pensou em seu coração. Vai tudo bem? A pressa de Geazi levou Naamã a pensar que algo de mais tivesse acontecido a Eliseu.
22-24. Meu senhor. Geazi estava cego ao fato do que grande prejuízo poderia ser causado ao testemunho do Senhor através de sua ambição. Dá-lhes. Geazi tomou alguma coisa “desse sírio” e escondeu seus ganhos injustos.
25-27. Teu servo não foi à parte alguma. Geazi mentiu para esconder o seu pecado. Era isto ocasião? “Este é o pior momento possível para se receber ouro. . . “. Geazi esperava, através do presente de Naamã, comprar as coisas enumeradas. Se pegará a ti. “Se você comprar essas coisas, há de comprar também a lepra de Naamã”. Naamã se tomara um israelita, mas Geazi um pagão através do seu pecado (cons. Mt. 6:31-34). A conversão de Naamã servia para mostrar aos israelitas como é fácil ao Senhor mudar os corações dos adversários deles e conseqüentemente transformá-los em adoradores de Jeová, irmãos dos próprios judeus.

Índice: 2 Reis 1 2 Reis 2 2 Reis 3 2 Reis 4 2 Reis 5 2 Reis 6 2 Reis 7 2 Reis 8 2 Reis 9 2 Reis 10 2 Reis 11 2 Reis 12 2 Reis 13 2 Reis 14 2 Reis 15 2 Reis 16 2 Reis 17 2 Reis 18 2 Reis 19 2 Reis 20 2 Reis 21 2 Reis 22 2 Reis 23 2 Reis 24 2 Reis 25

Um comentário:

Postar um comentário