Provérbios 18:1-18 — Significado e Explicação

Provérbios 18

18.1 Este provérbio condena aqueles que seguem os seus próprios padrões e desejos, totalmente alheios a verdadeira sabedoria, por motivos egoístas. Reclusos assim são tão intolerantes com quem discorda deles que encontram defeitos na verdadeira sabedoria.

18.2 O tagarela compulsivo nunca da ouvidos. Só se detém para pensar no que vai falar a seguir. A cada vez que ele fala, confirma o tolo que é.

18.3 Este versículo é um alerta contra brincar com o mal. A pessoa simplesmente não tem ideia do que esta mexendo quando toma parte com a perversidade.

18.4 As palavras “fonte da sabedoria” se assemelham a expressão manancial de vida (Pv 10.11; 13.14; 14.27; 16.22).

18.5 A injustiça é extremamente comum. Muitos provérbios condenam esta atitude (Pv 17.23).

18.6 Uma das marcas do tolo é sua capacidade de provocar confusão pelo muito falar. Quanto mais ele fala, mais contendas promove.

18.7 A boca do tolo torna-se uma armadilha para ele mesmo por disparar palavras insensatas, que trazem destruição (Pv 14.3).

18.8 As palavras do linguareiro [“caluniador”, na NVI] (Pv 16.28) são como doces deliciosos. Embora sejam agradáveis ao paladar, acabam com a saúde da pessoa. É divertido dar ouvidos a fofoca, mas tais histórias ferem o íntimo do ouvinte — sua alma.

18.9 O termo negligente refere-se à uma pessoa que é reconhecidamente desmazelada, ao preguiçoso (Pv 15.19). A palavra “desperdiçador” significa senhor da destruição.

18.10, 11 A expressão “nome do Senhor” (v. 10) é uma forma de falar da pessoa de Deus, sendo aqui destacada como alto retiro, proteção divina, um tema recorrente nas Escrituras (Sl 91.1-4). O justo se volta a Deus por segurança. O rico, pelo contrário, tende a confiar em sua fazenda [“riqueza”, na NVI] (Pv 18.11; Lc 12.13-21).

18.12 A palavra hebraica traduzida como “eleva-se”, geralmente com conotação negativa, também pode ser usada de forma positiva, significando “coragem” e “bravura” (2 Cr 17.6). O caminho para a honra, tão ambicionada pelos orgulhosos, é a humildade.

18.13 Ter a habilidade de comunicar-se não apenas contribui para boas relações interpessoais, como também ajuda a adquirir sabedoria à medida que se permite prestar atenção e compreender o que os outros têm a dizer. Algumas pessoas, porém, não estão interessadas em ouvir os demais ao redor. Concentram-se em si mesmo, pensam que tem todas as respostas e reagem sem ouvir. Este tipo de atitude e burrice, além de ser uma infâmia.

18.14 Este provérbio afirma o valor de saber enfrentar as dificuldades. Sugere que uma pessoa equilibrada emocionalmente e alegre pode aumentar a resistência as adversidades e ajudar a enfrentá-las (Pv 15.13; 17.22; Is 66.2).

18.15 A busca por conhecimento é insaciável nos sábios. O tolo mal se incomoda em fazê-lo. O sábio não para de aprender; o tolo mal começa.

18.16 Existe um poder no presente; o da abertura de uma porta de valor aparentemente inestimável. Uma vez que a pessoa tenha passado pela porta, o resto é com ela. Mas ao menos a porta esta aberta.

18.17 Quando alguém conta sua versão de um fato, apresenta argumentos que a priore parecem consistentes. No entanto, ao ser questionado, pode-se descobrir que a realidade é um pouco diferente do que foi relatado. Todos tendem a apresentar versões que melhor atendem os seus próprios interesses, mas nem todos poderão resistir a arguição do observador imparcial.

18.18 Sempre que duas partes concordam sobre o método de melhor resolver uma contenda, este método servirá para alcançar a paz. Jogar é melhor forma de salvar um tolo de sua insensatez, mas não há garantias de que sempre cairá.

Índice: Provérbios 1 Provérbios 2 Provérbios 3 Provérbios 4 Provérbios 5 Provérbios 6 Provérbios 7 Provérbios 8 Provérbios 9 Provérbios 10 Provérbios 11 Provérbios 12 Provérbios 13 Provérbios 14 Provérbios 15 Provérbios 16 Provérbios 17 Provérbios 18 Provérbios 19 Provérbios 20 Provérbios 21 Provérbios 22 Provérbios 23 Provérbios 24 Provérbios 25 Provérbios 26 Provérbios 27 Provérbios 28 Provérbios 29 Provérbios 30 Provérbios 31