2016/10/18

Êxodo 2 — Comentário de Matthew Henry

Êxodo 2 — Comentário de Matthew Henry

Êxodo 2 — Comentário de Matthew Henry




Êxodo 2

Versículos 1-4: Moisés nasce e é deixado no rio; 5-10: Moisés é encontrado e levado à filha de faraó; 11-15: Moisés mata um egípcio e foge para Midiã; 16-22: Moisés casa-se com a filha de Jetro; 23-25: Deus ouve os israelitas.

Vv. 1-4. Observe a ordem da providência divina: justamente no momento em que a crueldade de faraó atinge o seu ponto máximo, mandando matar os meninos hebreus, nasce o libertador. Enquanto os homens se confabulam para levar a Igreja à ruína, Deus prepara a sua salvação.

Os pais de Moisés viram que ele era um menino formoso. A fé viva se sente fortalecida com o menor indício do favor divino. A passagem em Hebreus 11.23 diz que os pais de Moisés o esconderam por fé; tinham a promessa de que Israel seria preservado, e nela creram. A fé na promessa de Deus nos anima a utilizarmos meios legais para obtermos misericórdia. o cumprimento de nosso dever é seguido pelos feitos de Deus. A fé em Deus sempre nos colocará acima do temor ao homem.

Ao final de três meses, quando já não podiam mais esconder o bebê, colocaram-no em uma pequena arca de juncos na beira do rio, e a sua irmã para que a vigiasse. se o fraco afeto de uma mãe foi tão cuidadoso, o que pensaremos daquEle cujo amor e compaixão são infinitos! Moisés jamais teve uma proteção mais poderosa ao seu redor; nem mesmo quando tinha todos os israelitas em volta de sua tenda no deserto, do que nesta ocasião, quando navegava a sós, um indefeso bebê sobre as águas. Não há água, não há egípcio que lhe possa causar dano! Deus está mais presente ao nosso lado quando parecemos estar mais abandonados e desamparados.

Vv. 5-10. Vinde, vede o lugar onde este grande homem, Moisés, jaz como um pequeno menino; em um cesto de juncos à margem do rio. se tivesse permanecido ali durante muito tempo, teria perecido. Porém, no lugar onde se encontra a pobre criança desamparada, a providência divina traz a filha de faraó e inclina o seu coração à compaixão, coisa que ela se atreve a fazer quando ninguém mais o poderia. vez por outra, para glorificar a Deus, devemos comentar sobre o cuidado dEle para conosco em nossa infância. o faraó tratou de destruir Israel cmelmente; porém, a sua própria filha se lastimou por um menino hebreu, e não somente isto, mas preservou o libertador de Israel e deu a Moisés uma boa ama, isto é, a sua própria mãe. Para que tivesse uma ama hebréia, a irmã de Moisés trouxe a sua própria mãe como ama de leite.

Moisés foi tratado como filho da filha de faraó. Muitos que têm um nascimento obscuro e pobre, por atos surpreendentes da providência divina são colocados em posições altíssimas no mundo, para que os homens saibam que Deus reina.

Vv. 11-15. Moisés assumiu atrevidamente a causa do povo de Deus. Fica claro no cap. 11 do livro de Hebreus que isto foi feito pela fé, com o propósito pleno de abandonar as honras, as riquezas e os prazeres de acordo com a categoria que ele tinha entre os egípcios. Pela graça de Deus foi um participante da fé em Cristo, que vence o mundo. Uma vez que tinha a segurança de que Israel era o povo de Deus, estava disposto não somente a arriscar tudo, mas também a sofrer por amojao Senhor. .
Por concessão especial do céu, e que não se constitua jurisprudência para outros casos, Moisés matou um egípcio e resgatou um israelita oprimido. Além disto, procurou dar fim a uma disputa entre os hebreus. A censura de Moisés ainda poderia ser utilizada. Não podemos aplicá-la àqueles que disputam, e com os seus ardentes debates dividem e enfraquecem a Igreja? Esquecem-se que são irmãos. Aquele que fazia o mal atacou Moisés. Irar-se por causa da repreensão é sinal de culpa. os homens não sabem o que fazem, e nem o quão inimigos são de si mesmos, quando resistem e depreciam a repreensão fiel e aquele que a faz. Moisés poderia ter dito: "se este é o espírito dos hebreus, regressarei à corte e serei o filho da filha de faraó". Porém, devemos ter o cuidado de não nos colocarmos contra os caminhos de Deus e de seu povo por causa dos maus procedimentos de algumas pessoas que professam a religião. Moisés viu-se obrigado a fugir para a terra de Midiã. Deus deu esta ordem com uma finalidade sábia e santa.

Vv. 16-22. Moisés encontrou refúgio em Midiã. Ainda que fosse criado e educado na sabedoria da corte, estava disposto a ajudar as filhas de Reuel a dar de beber aos seus rebanhos. Moisés gostava de fazer justiça e atuar em defesa daqueles que via receberem danos, coisa que deveria ser feita por todos os homens, desde que isto estivesse ao seu alcance. Moisés gostava de fazer o bem; onde quer que a providência de Deus nos coloque, devemos ser úteis e empenhar-nos para que o sejamos. E quando não pudermos fazer o bem que queremos, façamos o máximo que pudermos. Moisés hospedou-se na casa de um sacerdote de Midiã, o qual deu-lhe uma filha como esposa, com quem teve seu primogênito, Gérson, que significa "peregrino fui em terra estranha", para que se lembrasse da terra onde fora estrangeiro, e Eliezer, que significa "o Deus de meu pai foi a minha ajuda".

Vv. 23-25. Apesar de não ter continuado o assassinato dos meninos hebreus, prosseguiu a escravidão dos israelitas no Egito. Às vezes o Senhor tolera que a vara dos maus caia ampla e pesadamente sobre a sorte do justo. Ao final, submetidos às suas tribulações, começaram a pensar em Deus. É um sinal que o Senhor vem a nós com libertação quando se inclina e faz que clamemos a Ele. Deus ouviu os seus gemidos e recordou-se do seu pacto com Abraão, Isaque e Jacó. Foi isto que Deus teve em consideração, e não algum mérito deles. Ele olhou para os filhos de Israel. Moisés olhou para eles e deles se compadeceu; porém, agora, Deus olhou para eles e os ajudou. Ele teve respeito para com eles. Os seus olhos estavam agora fixos sobre Israel, para mostrar-se a favor deles. Deus é sempre assim, um auxílio imediato durante nossas tribulações. Então, animai-vos, vós, que conscientes de culpa e servidão, esperais nEle para que sejais libertos. Deus em Cristo Jesus também vos contempla. Uma chamada de amor une-se a uma promessa do Redentor: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei" (Mt 11.28).

Índice: Êxodo 1 Êxodo 2 Êxodo 3 Êxodo 4 Êxodo 5 Êxodo 6 Êxodo 7 Êxodo 8 Êxodo 9 Êxodo 10 Êxodo 11 Êxodo 12 Êxodo 13 Êxodo 14 Êxodo 15 Êxodo 16 Êxodo 17 Êxodo 18 Êxodo 19 Êxodo 20 Êxodo 21 Êxodo 22 Êxodo 23 Êxodo 24 Êxodo 25 Êxodo 26 Êxodo 27 Êxodo 28 Êxodo 29 Êxodo 30 Êxodo 31 Êxodo 32 Êxodo 33 Êxodo 34 Êxodo 35 Êxodo 36 Êxodo 37 Êxodo 38 Êxodo 39 Êxodo 40

Nenhum comentário:

Postar um comentário