2016/10/14

Significado de Números 12

Significado de Números 12

Significado de Números 12



Números 12

12.1 — A ordem da menção dos nomes de Miriã e Arão indica que a irmã fora a pessoa que instigou o ataque contra Moisés. Observe também que a punição principal recaiu sobre Miriã (v. 10). Criticar a mulher etíope com quem Moisés se casou aparentemente foi uma mera desculpa para atacar o líder israelita. Miriã e Arão podem ter criado esta divergência por causa de Zípora, a primeira esposa de Moisés (Ex 2.21) [que, a esta altura, pode ter morrido ou abandonado Moisés], ou simplesmente por não aprovar a escolha de Moisés quanto à sua segunda mulher. Em todo caso, a verdadeira questão que envolveu Miriã e Arão foi o fato de Moisés ser o principal líder e possuir um relacionamento especial com Deus.
12.2 — A profetisa Miriã (Êx 15.20) possuía uma posição de destaque no acampamento. Arão, indivíduo por intermédio de quem Deus também falava e que ministrava em nome do Senhor na posição de sacerdote (Nm 2.1; 3.1; 4.1), certa-mente estava em um nível mais privilegiado do que sua irmã. Apesar disso tudo„nem Miriã nem Arão desfrutavam da mesma proximidade que Moisés tinha em relação a Deus. Este versículo diz: Falou o Senhor somente a Moisés, fato que deve ter atormentado os dois irmãos. Só que o Senhor ouvira a reclamação e tomaria uma atitude a respeito do que escutara.
12.3 — Algumas pessoas usam o argumento de que um homem mui manso [expressão traduzida em algumas versões como humilde] dificilmente escreveria sobre suas incomparáveis qualidades. Outras defendem que um homem humilde, mas que escrevia por meio da inspiração divina, falaria sim de sua própria modéstia. Além disso, ainda há os que sugerem que este versículo origina-se de um período posterior e é um comentário inserido para dar uma visão mais ampla da questão problemática diante de Moisés. Outra possibilidade é de que a palavra hebraica 'anaw, traduzida como humilde, pode significar miserável neste contexto. Os acontecimentos descritos no capítulo 11 devem ter causado muito sofrimento a Moisés. Este versículo então representaria o total e completo sentimento de ruína que se apoderara de Moisés a partir do momento em que ele sentiu a deslealdade de seus irmãos.
12.4,5 — Subitamente o Senhor falou a Moisés, Arão e Miriã, e desceu drasticamente em uma coluna de nuvem. Esta teofania (manifestação de Deus) foi ameaçadora. A linguagem utilizada para o Senhor desceu é muito mais física do que a usada comumente. Deus desceu, ficou entre eles, e depois chamou Miriã e Arão.
12.6-8 — A forma de escrita deste trecho bíblico é poética, fazendo com que o pronunciamento do Senhor ficasse mais claro e notável. A linguagem utilizada estabelece que Deus estava no comando. Ele falava com quem queria e da maneira que escolhia. Deus é Espírito (Jo 4.24). A forma de expressar sobre a face [nvi] é uma concessão à maneira como pensamos a respeito de um ser humano. Assim, face a face alude à mais íntima comunhão que Deus teve com Moisés.
12.9,10 — O fato de Miriã ter ficado leprosa indica que ela foi a pessoa que instigou o ataque contra Moisés (v. 1). Isso fez com que ela ficasse impura (Nm 5.1-4). A lepra descrita na Bíblia pode aludir a várias doenças sérias de pele; aqui, a lepra é um símbolo do pecado.
12.11 — As palavras de Arão declarando a culpa — sobre nós este pecado, que fizemos loucamente — de seu mau comportamento e das atitudes de sua irmã são tocantes e também representam um sinal de consideração à liderança do irmão.
12.12-14 — O apelo de Moisés a Deus a favor de sua irmã foi respondido por Deus com ríspidas palavras que aludiam a uma humilhação pública. Não nos é revelado o que fazia com que um pai cuspisse no rosto de um filho, mas era provavelmente algo bastante vergonhoso. Este acontecimento não foi uma coisa trivial, mas a graça de Deus mostrou-se abundante mais uma vez.
12.15 — O adiamento de sete dias na partida do acampamento por causa do isolamento de Miriã indica a grande consideração que Moisés e o povo tinham por ela. E triste constatar que, como no caso de Eva, a atitude pela qual Miriã é mais lembrada não seja uma coisa boa, e sim um pecado. Todavia, os escritores bíblicos continuaram a estimá-la bastante (Mq 6.4).
12.16 — O deserto de Parã foi o destino do povo desde que este saiu do monte Sinai (Nm 10.12). Tristemente, o comportamento dos israelitas mudou durante esta rota. O povo queixou-se e rebelou-se contra Deus e Moisés.

Índice: Números 1 Números 2 Números 3 Números 4 Números 5 Números 6 Números 7 Números 8 Números 9 Números 10 Números 11 Números 12 Números 13 Números 14 Números 15 Números 16 Números 17 Números 18 Números 19 Números 20 Números 21 Números 22 Números 23 Números 24 Números 25 Números 26 Números 27 Números 28 Números 29 Números 30 Números 31 Números 32 Números 33 Números 34 Números 35 Números 36

Nenhum comentário:

Postar um comentário