quinta-feira, julho 12, 2018

Resumo de Lucas 15

Resumo de Lucas 15

Resumo de Lucas 15

Maus modos, dizemos, geram boas leis. Assim, neste capítulo, a murmuração dos escribas e fariseus pela graça de Cristo, e pelo favor que Ele demonstrou aos publicanos e pecadores, deu oportunidade para uma descoberta mais plena desta graça, do que talvez do contrário deveríamos ter tido nestas três parábolas contidas neste capítulo. O escopo de todas é o mesmo: mostrar, não que Deus havia dito e jurado no Antigo Testamento, que Ele não sentia prazer na morte e destruição dos pecadores. Mas, que tinha muito prazer no seu retorno e arrependimento, e se regozija no acolhimento misericordioso que lhes dá em razão disso. No capítulo 15, encontramos: I. A indignação que os fariseus sentiram por Cristo ter conversado com homens pagãos e publicanos, e pregado o seu Evangelho a eles, vv. 1,2. II. A justificativa do Senhor. O plano do Senhor e a tendência das pessoas; muitos tinham sentido o seu efeito, que era levá-los ao arrependimento e a uma mudança de vida. E não deve ria haver um serviço mais agradável e mais aceitável a Deus. O Senhor Jesus o mostra nas parábolas: 1. Da ovelha perdida que foi levada para casa com alegria, vv. 4-7. 2. Da dracma perdida que foi achada com alegria, vv. 8-10. 3. Do filho perdido que havia sido pródigo, mas que retornou à casa de seu pai, e que foi recebido com grande alegria, em bora o seu irmão mais velho, como estes escribas e fariseus, tenha ficado ofendido com isso, vv. 11-32.

Índice: Lucas 1 Lucas 2 Lucas 3 Lucas 4 Lucas 5 Lucas 6 Lucas 7 Lucas 8 Lucas 9 Lucas 10 Lucas 11 Lucas 12 Lucas 13 Lucas 14 Lucas 15 Lucas 16 Lucas 17 Lucas 18 Lucas 19 Lucas 20 Lucas 21 Lucas 22 Lucas 23 Lucas 24