2009/06/25

Comentário de João 18:29-30

18:29 - Pilatos então saiu até ele,... Ou para a rua, ou melhor, no lcomentario biblico, evangelho de joão, novo testamentoocal chamado o pavimento e, em hebraico Gabbatha; ver João 19: 13 o lugar onde o Sinédrio judaico era usado para se sentar, por isso, em complacência para eles, uma vez que não iria entrar em seu tribunal de juiz, ele condescende em entrar em um deles, o que mostrou grande civismo e da humanidade nele:

E disse: qual a acusação que trazes contra este homem? Querendo dizer: qual o crime que ele cometeu? Ele está sendo acusado de quê? E que provas tens vós para condená-lo? Sua opinião foi, para que o assunto fosse declarado, a causa aberta, e as provas dadas, que o acusado estivesse face a face com os acusadores, para que assim poderia responder por ele mesmo; e ele, como um juiz, seja capaz de julgar entre eles: todos os que foram muito louváveis em Cristo, e de maneira agradável as leis romanas; e que mostrou grande equidade, justiça e imparcialidade.

18:30 - Eles responderam e disseram a ele,… Ofendidos coma pergunta que ele lhes fizera, e cheio de indignação de que eles devessem ser assim interrogados, com um ar de superioridade e insolência, responderam a ele:

Se ele não fosse um malfeitor, não teríamos o entregue a ti;... Insinuando que ele era culpado de muitas ímpias ações, não apenas de uma violação de algumas das suas próprias leis, pois, se assim fosse, eles teriam o julgado de acordo com eles mesmos, e não precisariam ter trazido ele diante dele, mas sugerem que ele era culpado de alguns crimes reconhecíveis pelo tribunal de César, e que eles não se atrevem a mencionar expressivamente, porque eles poderiam não ter sucesso, sendo que as suas testemunhas ainda não estavam prontas, eles esperavam que ele mesmo desse a palavra, sem precisarem de qualquer prova adicional, sendo eles homens de tal valor e dignidade, e de tanto conhecimento, erudição e piedosos, e, por isso, levam-no a ele: no entanto, eles próprios se tornaram os traidores de nosso Senhor, que Cristo tinha antes anunciado, e que Estevão posteriormente os acusa fortemente.
[1]

__________
Notas

[1] Cf. Atos 7:51, 52. N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário