Epístola aos Romanos



Carta de Paulo aos Romanos
Epístola aos Romanos

Esta carta foi escrita provavelmente em Corinto. Febe (Rom 16:1), de Cencréia, a transportou para Roma, e Gaio, de Corinto, ministrou o apóstolo no momento da sua escrita (Rom 16:23; 1Cor 1:14), e Erasto era camareiro da cidade, ou seja, de Corinto (2Tim 4:20). O momento exato em que foi escrita não é mencionado na carta, mas foi obviamente escrita quando o apóstolo estava prestes a “ir a Jerusalém para ministrar aos santos”, ou seja, no fim de sua segundo visita à Grécia, durante o inverno que precedera a sua última visita à cidade (Rom 15:25; comparar Atos 19:21; 20:2, 3, 20:16; 1Cor 16:1-4), no início de 58 AD.

É altamente provável que o Cristianismo tenha sido estabelecido em Roma por alguns daqueles que estiveram em Jerusalém no dia de Pentecostes (At 2:10). Nesta época os judeus eram muito numerosos em Roma, e suas sinagogas foram, provavelmente, ocupadas também pelos romanos, que, desta forma, tornaram-se familiarizados com os grandes fatos a respeito de Jesus, como estes foram registrados entre os judeus. Assim, uma igreja composta tanto de judeus e gentios foi formada em Roma. Muitos dos irmãos saíram ao encontro de Paulo, em sua aproximação a Roma. Há evidências de que os cristãos estavam, então, em Roma, em números consideráveis e, provavelmente, com mais do que um local de reunião (Rom 16:14, 15).

O objeto do apóstolo, ao escrever esta igreja, era explicar-lhes as grandes doutrinas do evangelho. Sua epístola era uma palavra “na época”. Ele mesmo profundamente impressionado com o sentido do valor das doutrinas da salvação, abre de forma clara e liga o sistema inteiro do evangelho em sua relação, tanto para judeus e gentios. Esta epístola é peculiar a isto, que é uma exposição sistemática do evangelho de aplicação universal. O assunto é tratado aqui argumentativamente, e é um fundamento para os gentios dirigido aos judeus. Na Epístola aos Gálatas, o mesmo assunto é discutido, mas o apóstolo não invoca a sua própria autoridade, porque a igreja na Galácia tinha sido fundada por ele.

Após a introdução (Rom 1:1-15), o apóstolo apresenta os diversos aspectos e relações da doutrina da justificação pela fé (Rm 1:16-11:36), devido a justiça imputada de Cristo. Ele mostra que a salvação é tudo devido a graça, e apenas pela graça. Esta seção principal de sua carta é seguida por várias exortações práticas (Rom. 12:1-15:13), que são seguidas por uma conclusão contendo explicações pessoais e saudações, que contêm os nomes de vinte e quatro cristãos de Roma, uma bênção, e uma doxologia (Rom 15:14-16).

Fonte: M.G. Easton M.A., D.D., Illustrated Bible Dictionary, 1897.

Epístola aos Romanos Epístola aos Romanos Reviewed by Biblioteca Bíblica on quinta-feira, dezembro 17, 2009 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.