2009/06/22

Comentário de João 12:38

12:38 - Para que a declaração de Isaías, o profeta, pudesse ser cumprida,... Poicomentario do evangelho de João, comentario biblicos, embora não fosse a finalidade destes homens não acreditarem em Cristo, para que pudessem ser cumpridas as palavras de Isaías, contudo por estes meios, elas foram cumpridas eventualmente; e embora as predições do profeta não tiveram nenhuma influência nas vontades destes homens, os levando a não querer ouvir, ou os forçando a agirem como agiram, ou corresponder às coisas preditas; ainda assim neles tiveram o cumprimento dessa infalível profecia, mostrando a presciência de Deus, e a autoridade dos livros proféticos, que não podem deixar de se cumprirem:

Como ele disse em Isaías 53:1.

Senhor, quem creu na nossa pregação? Quais as palavras o profeta pregou por meio de queixa a Deus, o Pai, não tanto com relação ao seu próprio tempo, e os homens do mesmo, como aos tempos de Cristo, e seus apóstolos, a quem ele representa, pois o inteiro capítulo é uma profecia do Messias, e sugere que naqueles tempos não haveria muitos que acreditariam no ministério do Evangelho, relativo ao Messias, sua pessoa, ofício, e graça, tão verdade é em si mesma, e tão confirmada foi por milagres, e atos poderosos; a razão do qual ele sugere que seria a sua aparência exterior humilde do ponto de vista do mundo; e que, é certo, foi o verdadeiro motivo de Deus negar a influência da sua poderosa e especial graça eles, como segue:

E para quem o braço do Senhor foi revelado? Significado, quer o Evangelho, que é o poder de Deus para salvação, e que foi escondido dos sábios e intelectuais deste mundo, ou o próprio Senhor Jesus Cristo, que é o poder de Deus, por quem fez os céus e a terra, e sustenta-os na sua existência, e por quem seu povo foi resgatado e salvo, e que não foi revelado nem a eles no ministério da palavra, nem neles a esperança da glória: ou o Espírito Santo, que se chama, o dedo de Deus, por quem estes surpreendentes milagres foram feitos, e ele ainda assim não exerceu nessas pessoas, em especial as operações de sua graça, ou a poderosa e eficaz graça de Deus, que em si é concebida, que não foi apresentada, pois não creram na mensagem do seu Evangelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário