2009/06/22

Comentário de João 12:41-43

12:41 - Essas coisas disse Isaías,… Com respeito a cegueira e a dureza dos corações do Judeus:comentario do evangelho de João, comentario biblico

Quando viu a sua glória, e falou dele,... Quando viu, de uma forma visionária, a glória do Messias no templo, e os anjos que cobriam as suas faces com suas asas na sua visão, e quando ele falou dele como o Rei, o Senhor dos exércitos, a quem ele tinha visto, Isa. 6:1, a partir daí, é claro que ele se referia aos Judeus nos tempos do Messias. O profeta diz em Isa. 6:1 que ele "viu o Senhor": 0 Targumista verte: "eu vi", את יקרא דיי, "a glória de Jeová" e, em Isa. 6:5, diz ele, "meus olhos viram o Rei", Jeová Zebaote, o Senhor dos exércitos, a paráfrase Caldeia traduz: "meus olhos viram", את יקר, "a glória" da Shekiná, o Rei do mundo, o Senhor dos exércitos. Em harmonia com o que o nosso Senhor diz aqui, que viu a sua glória, a glória de sua majestade, a glória da sua natureza divina, os traços de sua divina perfeição, enchendo o templo da natureza humana, e falou dele como o verdadeiro Jeová, o Senhor dos exércitos, e que, portanto, é uma prova muito clara e forte da divindade de Cristo. E isso pode ser observado a partir daí, de que essas pessoas que têm uma verdadeira, espiritual, e salvatória visão de Cristo, da glória de sua pessoa, bem como a plenitude de sua graça, deve estar falando dela a outros, quer no setor privado, ou em público, como Isaías fez aqui, e como na igreja em Cant. 5:10; e, como os apóstolos de Cristo, João 1:1; e, na verdade, se eles se calassem, as pedras clamariam,[1] e tais devem e sempre irão falar da sua glória em seu templo, Sal. 29:9.

12:42 - Apesar de tudo, entre os principais governantes também,… Esses eram os membros do Sinédrio Judaico, como Nicodemos, José de Arimatéia, e outros:

Muitos acreditavam nele;... Que ele era o Messias, porém não acreditassem nele em uma forma espiritual e salvatória, como o seu Redentor e Salvador, apenas em suas mentes, e estando eles convictos por seus milagres, afirmando-os e atribuindo-os a ele, como o Messias prometido. As duas pessoas que acabam de ser mencionadas podem ser verdadeiramente tidos como acreditado em Cristo, mas os muitos que aqui se falam, tinham tido apenas uma fé histórica nele, como parece pelo que se segue:

Mas por causa dos Fariseus eles não o confessavam;... Tal como deveriam ter feito, e como eles teriam feito, se a sua fé tivesse sido verdadeira; pois onde o coração dos homens for achado com a verdadeira fé em Cristo, e justiça, ali, também com a boca, haverá uma confissão feita para a salvação, e entre uma não-confissão de Cristo, e uma negação dele, não é termo médio, Cristo diz que ambos são a mesma coisa;[2] ver Rom. 10:9; e isso eles não fazem, por causa dos Fariseus, que eram os inimigos implacáveis e inveterados de Cristo, e eram a parte prevalecente no Sinédrio: Portanto, os principais governantes, apesar de muitos, tinham medo deles.

Para que eles não fossem colocados para fora da sinagoga;... Pois eles tinham feito um decreto no Sinédrio, que quem confessasse que Jesus era o Messias, deveria ser expulso, e eles tinham colocado isso em execução quando o homem nascido cego, cujos olhos Cristo abriu, veio falar a favor do seu benfeitor, e isso atingiu suas mentes com tanto terror, não só das pessoas comuns, mas os seus próprios governantes, que foi encarado como uma coisa muito terrível que devia ser colocada para fora da sinagoga, ver Gill sobre João 9:22.

12:43 - Pois eles amavam mais o louvor dos homens,… Estarem na estima dos homens, para ter o aplauso deles, e receber a honra deles:

Do que o louvor de Deus;... Que é tanto receber honra dele, e ser elogiado por ele, ou para o louvor e a glorificação dele. Por confessar Cristo, eles sabiam que deveriam correr o risco de perder os seus lugares de honra e lucro, e de cair sob a vergonha e desprezo dos homens, e, portanto, eles escolheram não confessar Cristo, do que por assim fazê-lo glorificar a Deus, e agradá-lo, a fim de serem elogiados por ele, como todos os fiéis que professam Cristo serão no último dia, pois para cada um desses haverá um louvor de Deus, e serão ditos e feitos como servos bons e fiéis, para entrarem na alegria do teu Senhor.[3]


____________
Notas

[1] Cf. Lucas 19:40. N do T.
[2] Cf. Mateus 12:30. N do T.
[3] Cf. Mateus 25:23. N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário