2009/06/23

Comentário de João 14:23

Jesus respondeu e disse a ele,… Essa resposta foi dada, e essas palavras são faladas, para a maior confirmação e explicação do que ele disse antes:comentario biblico, evangelho de joão, novo testamento

Se um homem me amar, ele manterá as minhas palavras;... Pelas suas "palavras" não são significadas as doutrinas dele, mas as suas ordenações; o mesmo com as suas ordens, João 14:21 que ele disse, ordenou, e comandou para serem observadas, e que são observadas por tal que verdadeiramente o ama, e que de um princípio de amor para com ele, e com uma visão para a sua glória, ele a faz: e para o encorajamento de tais pessoas como antes, ele diz,

E meu Pai o amará: Que não será entendido do amor do Pai, como no seu próprio coração que não é assumido com o tempo, mas estava nele desde toda a eternidade; nem da primeira descoberta dele para com seu povo, mas de maiores manifestações dela para eles, e um sentido vivificador em seus corações, e também de um pouco de outros efeitos, para serem desfrutados por eles de uma maneira mais plena; como medidas maiores da graça, mais comunhão com ele, e honra eterna e glória daqui por diante:

E nós viremos até ele: Eu que estou indo embora agora, e meu Pai para quem eu vou, e o Espírito Santo, o Consolador, que eu prometi em oração para vós: consequentemente, uma prova de uma pluralidade de pessoas na Divindade, de uma Trindade de pessoas, de que não existe nem mais nem menos do que três; visto que nem mais e nem menos pode ser reunido do contexto; e da personalidade distinta deles, ou não poderia dizer de qualquer decoro, "nós", cada um de nós, "virá até ele"; não local e visivelmente, mas espiritualmente, dispondo de nossa presença cortesa e prazerosa, a continuação da qual é prometido a seguir:

E faremos nosso domicílio com ele;... Que denota uma habitação; pois os santos são como uma habitação ou templos do Deus vivo; Pai, Filho, e Espírito; e a constância e perpetuidade da residência deles neles, não como um viajante, mas um alguém que permanece para sempre, embora isto nem sempre possa ser discernido pelos crentes; e é um exemplo maravilhoso da graça e condescendência de Deus para habitar na terra com homens pecadores; e uma muito maior ainda, que o Potentado em toda a terra deveria tomar sua residência em uma cabana desprezível e pobre com o pior dos assuntos súditos.

Um comentário:

Reis,Alonso disse...

Muito bom dia
Feliz sabado

Postar um comentário