2019/08/28

Mateus 1 — Explicação das Escrituras

Mateus 1 — Explicação das Escrituras

Mateus 1 — Explicação de Mateus


Mateus 1

1.1-17 Considera-se que a genealogia de Mateus cita a linhagem de José (cf. Lc 3.23 ss). Mateus, o evangelho do reino de Deus, mostra Jesus como o herdeira legitimo do trono de Israel; Lucas, o evangelho do Filho do homem, interessa-se pela descendência humana de nosso Senhor. A genealogia, como é o costume oriental, se demora apenas nos nomes mais conhecidos, mencionando 42 gerações num período de c. 2.000 anos. A divisão em três seções de 14 gerações, seria uma ajuda à memória. O primeiro grupo, de Abraão até Davi, c. 1.000 anos. O segundo, de Davi até o exílio na Babilônia, abrange c. 400 anos; o último (com José e Maria, representando a décima quarta geração), abrange c. 600 anos. Cada divisão é separada de acordo com as épocas básicas da história de Israel: a monarquia, o cativeiro, a vinda do Messias. Não se deve, aqui, procurar uma lista completa dos antepassados de Jesus; Esdras, por exemplo, omitiu seis gerações no seu relatório (cf. Ed 7.1-5 com 1 Cron 6.3-15).
1.18 Jesus foi concebido por obra e graça do Espírito Santo, e nasceu de Maria, sendo está ainda virgem. Sua conceição foi sobrenatural, não de semente humana, mas divina.
1.21 E lhe porás o nome de Jesus. É a forma grega do heb Josué, yehôshua’, que significa “O Senhor (Jeová) é a salvação”.

Índice: Mateus 1 Mateus 2 Mateus 3 Mateus 4 Mateus 5 Mateus 6 Mateus 7 Mateus 8 Mateus 9 Mateus 10 Mateus 11 Mateus 12 Mateus 13 Mateus 14 Mateus 15 Mateus 16 Mateus 17 Mateus 18 Mateus 19 Mateus 20 Mateus 21 Mateus 22 Mateus 23 Mateus 24 Mateus 25 Mateus 26 Mateus 27 Mateus 28


Nenhum comentário:

Postar um comentário