domingo, julho 22, 2018

Significado de Cantares 2

Significado de Cantares 2

Significado de Cantares 2

2.1Eu sou a rosa de Sarom. A planície de Sarom era famosa por suas flores e pastagens. Aqui, a donzela está dizendo: “Não passo de uma flor da planície. Sou apenas uma dentre muitas outras”.

2.2 — Salomão ouve as palavras da jovem noiva (v.l) comparando-se a uma simples flor e garante-lhe que, perto dela, as mulheres de requinte da cidade não passam de espinhos.

2.3A macieira e as passas (v.5) simbolizam a paixão sexual nas canções de amor da Antiguidade.

2.4A sala do banquete. O sentido literal dessa expressão é casa do vinho, empregada pelo papel que o vinho exerce não apenas em banquetes, como também nas cerimônias de casamento das culturas bíblicas (Ct 1.2). N a Sagrada Escritura, o vinho simboliza a alegria (SI 104.15), e bebê-lo estava associado a ocasiões alegres. O seu estandarte. Pode ter o mesmo significado de estandarte ou bandeira apresentado em Números 1.52. Até hoje, os casamentos judeus se realizam sob um estandarte ou uma cobertura. Amor. Esta é a primeira aparição, no livro, do substantivo comum que significa amor ligado ao verbo do versículo 3. Ele praticamente corres ponde ao conhecido substantivo grego agape, que se refere ao amor altruísta por outras pessoas (1 Co 13).

2.5,6 — Estes versículos descrevem a alegria da expressão sexual entre marido e esposa. Passas e maçãs. Antigos símbolos de paixão sexual (v.3). Desfaleço de amor. São essas as palavras dos que transbordam de amor.

2.7 — Aqui, a sulamita fala às suas servas sobre a virgindade e exorta-as (conjuro-vos) a manter a pureza sexual até se casarem (Ct 3.5; 8.4). Pelas gazelas e cervas. Ela implora às moças em nome de tudo que há de mais belo. Amor. Esse é o substantivo empregado no versículo 4, demonstrando que tal palavra também pode referir-se à paixão sexual. A associação dessa carga à descrição de intimidade sexual no v.6 sugere que o alerta é contra o despertar de tais desejos até que queira — no momento oportuno, adequado, após o laço matrimonial. Enquanto o livro dos Provérbios exorta comumente os rapazes a preservarem a pureza sexual (Pv 7), em Canta res de Salomão são as mulheres o público-alvo mais frequente dos alertas.

2.8, 9Saltando e pulando. Essa é a forma imaginativa da jovem noiva relembrar-se da alegria com que ela recebeu a chegada de seu marido. O mesmo é válido para suas palavras sobre ele. Gamo e filho do corço. Animais que simbolizam a virilidade. Janelas e grades. Salomão admirava a noiva através de uma fenda na parede.

2.10Amiga minha. Trata-se de um termo afetuoso (Ct 1.15). Formosa minha. Salomão descreve sua noiva como formosa em Cantares 1.8,15.

2.11.13Eis que passou o inverno. Com essa expressão, Salomão queria dizer que era chegada a hora da alegria, o verão do seu amor. O rei pode ter chegado em uma época de grande beleza dos campos e florestas onde a jovem vivia; ele fala da beleza da criação para descrever o bom ensejo do seu amor.

2.14 — Aquilo de que Salomão tanto gosta nessa jovem era, em parte, seu charme tímido. Pelas fendas. Salomão se refere à sulamita em pregando uma figura de linguagem que descreve sua casa isolada nas montanhas.

2.15 — Os irmãos da sulamita pediram a Salo mão que apanhasse as raposas. Diversas vezes, tinham visto raposinhas entrarem sorrateiras nos vinhedos dos quais cuidavam e destruírem as raízes mordiscando-as. As vinhas do amor nascido entre o casal eram frágeis e precisavam ser protegidas destas raposinhas, as quais simbolizam os problemas da vida que podem atacar um relacionamento.

2.16O meu amado é meu, e eu sou dele. Essa expressão trata da intimidade mútua experimentada por um casal, em que um pertence ao outro (Ct 6.3; compare a Ct 7.10).

2.17Antes que refresque o dia. Nesta passagem, a mulher deseja que o rei se vá antes que anoiteça. O livro está imbuído do dever de fazer o que é certo na hora adequada. Aqui, ela anseia que ele se vá a galope, como um gamo. Depois, ela almejará que ele corra para ela com a mesma rapidez (Ct 8.14)