2017/07/10

Apocalipse 16:1-21 — Interpretação Bíblica

Apocalipse 16:1-21 — Interpretação Bíblica


As taças da ira de Deus
(Leia Apocalipse 16.1-21)

Um após o outro, os sete anjos derramam as taças da ira de Deus. Quando o último anjo derrama a sua taça, ouve-se a voz de Deus: “Está feito!” (v. 17). Chega ao fim a ira de Deus (15.1).
16.1 uma voz... de dentro do templo Provavelmente, seja Deus quem fala do templo do céu (ver Ap 3.12, n.). aos sete anjos Ap 15.1,6. as sete taças da ira de Deus Ver Ap 15.7, n.
16.2 Feridas abertas... apareceram Como tinha acontecido no Egito (Êx 9.8-11). o sinal do monstro Ver Ap 13.16, n. a sua imagem Ap 13.15.
16.3 A água ficou como o sangue Ap 8.8-9.
16.4 os rios... viraram sangue Como aconteceu no Egito (Êx 7.17-21; Sl 78.44), só que, agora, em escala bem maior.
16.5 Deus... que és e que eras Ver Ap 1.4, n.
16.6 Os maus derramam o sangue do povo de Deus Ap 18.24. povo de Deus Ver Ap 5.8, n.
16.7 altar Ver Ap 6.9, n.
16.8 queimar as pessoas com fogo Ap 8.7.
16.9 não se arrependeram Ap 9.20-21.
16.10 o trono do monstro O monstro que subiu do mar (Ap 13.1-2,7). escuridão Como tinha acontecido no Egito (Êx 10.21-23).
16.12 grande rio Eufrates Ver Ap 9.14, n. O rio secou Is 11.15; Jr 50.38; 51.36.
16.13 dragão Ver Ap 12.3, n. monstroO monstro que subiu do mar (Ap 13.1-4). falso profeta Outro nome dado ao segundo monstro, que subiu da terra (ver Ap 13.11, n.).
16.14 fazem milagres Ap 13.13-14; Mt 24.24.
16.15 Eu venho como um ladrão É Jesus quem está falando (ver Ap 3.3, n.). Feliz Ver Ap 1.3, n.
16.16 ajuntaram os reis Ap 17.12-14; 19.17-21. Armagedom Nome hebraico que não aparece no AT e que quer dizer “a montanha de Megido”. Na planície de Megido (chamada também de vale de Jezreel), que ficava no Norte de Israel, os israelitas travaram batalhas decisivas (Jz 5.19; 6.33—7.22; 2Rs 9.27; 23.29-30; 2Cr 35.22; Zc 12.11).
16.17 uma voz forte veio do trono, no templo Como em Ap 16.1, provavelmente, seja Deus quem fala.
16.18 relâmpagos, estrondos, trovões e... terremoto Ver Ap 8.5, n. nunca houve igual Êx 9.18; 10.6,14; 11.6.
16.19 A grande cidade Babilônia. BabilôniaVer Ap 14.8, n. o vinho do furor da sua ira Ver Ap 14.10, n.
16.20 Todas as ilhas desapareceram Ap 6.14. todos os montes sumiram Sl 97.5; Is 40.4; Ez 38.20.
16.21 Chuvas de pedra Como tinha acontecido no Egito (Êx 9.18-25; ver também Ap 11.19).


Nenhum comentário:

Postar um comentário