2019/09/02

Estudo sobre Ezequiel 5

Estudo sobre Ezequiel 5

Estudo sobre Ezequiel 5




Ezequiel 5
d) O cabelo do profeta é dividido (5.1-4). 
Como quarto ato simbólico, Ezequiel corta o cabelo e a barba e então o divide em três partes, das quais uma é queimada, uma é cortada com uma espada, e a outra é espalhada ao vento. Alguns cabelos permanecem no seu colo, mas até desses alguns são jogados no fogo mais tarde. Só mesmo o menor resto de cabelo fica, e esse é um sinal do destino do povo de Jerusalém.
5.1. uma espada afiada, o uso de uma espada como navalha pode destacar as condições de guerra. Raspar a cabeça seria um sinal de cativeiro e escravidão, como em Is 7.20. v. 4. Dali um fogo se espalhará por toda a nação de Israel, a LXX traz “e você dirá a toda a casa de Israel” (introduzindo os v. 5ss); o TM talvez tenha sido influenciado por 19.14.

2) Os atos simbólicos são explicados (5.5-17)
O sinal profético é seguido de uma palavra profética: a ação e a fala em conjunto constituem a profecia. A cidade retratada no tijolo é Jerusalém, que, em virtude de sua rejeição da lei de Deus, é destinada a sofrer o cerco, a fome, a destruição e o despovoamento.
v. 5. [...] que pus no meio dos povos: acerca da crença de que Jerusalém era o “umbigo” da terra, cf. 39.12 (uma crença semelhante com relação a Siquém é atestada em Jz 9.37; acerca da crença correspondente entre os gregos, o umbigo de pedra da terra ainda pode ser visto em Delfos). v. 6. mais do que os povos e as nações ao seu redor, porque elas não haviam sido abençoadas com o conhecimento de Deus concedido a Jerusalém; cf. 16.48-52; Am 3.2. leis [...] decretos', leis criadas para casos determinados (jurisprudência) (e.g., Ex 20.3-17; 21.1—22.17; 23.4,5) e leis apodícticas ou categóricas (e.g., Êx 22.18—23.3; 23.6-19) respectivamente. v. 9. todos os seus ídolos detestáveis'. o termo traduzido por “detestáveis” é usado tecnicamente nos códigos de lei de ”santidade” e deuteronomísticos, e é excepcionalmente frequente em Ezequiel, denotando ofensas tanto morais quanto rituais (cf. 16.1). v. 10. os pais comerão os seus próprios filhos o canibalismo durante o cerco de Jerusalém é mencionado em Lm 4.10 (cf. Dt 28.53-57). v. 11. juro pela minha vida, palavra do Soberano, o Senhor: um juramento especialmente comum em Ezequiel. por ter contaminado meu santuário: detalhes são dados em 8.5ss. v. 12. Um terço...: isso explica a divisão tríplice do cabelo do profeta no quarto ato simbólico (5.1-4). A queima de um terço denota a peste ou a forne, o cortar de um terço é a morte à espada; o espalhar do outro terço denota a dispersão aos ventos (cf. v. 10), e até mesmo os que assim forem dispersos ainda estarão sob perseguição da espada. v. 13. saberão que eu, o Senhor, falei segundo o meu zelo: uma combinação de duas afirmações recorrentes em Ezequiel — “vocês saberão que eu sou o Senhor” (cf. 6.7,10,14) e ”Eu, o Senhor, falei” (cf. v. 15,16). v. 15. Você será (TM: “isso será”) objeto de desprezo e de escárnio...-, cf. Dt 28.37; 29.22-28. v. 17. animais selvagens-, não mencionados anteriormente entre as visitações de juízo; cf. 14.15.

Índice: Ezequiel 1 Ezequiel 2 Ezequiel 3 Ezequiel 4 Ezequiel 5 Ezequiel 6 Ezequiel 7 Ezequiel 8 Ezequiel 9 Ezequiel 10 Ezequiel 11 Ezequiel 12 Ezequiel 13 Ezequiel 14 Ezequiel 15 Ezequiel 16 Ezequiel 17 Ezequiel 18 Ezequiel 19 Ezequiel 20 Ezequiel 21 Ezequiel 22 Ezequiel 23 Ezequiel 24 Ezequiel 25 Ezequiel 26 Ezequiel 27 Ezequiel 28 Ezequiel 29 Ezequiel 30 Ezequiel 31 Ezequiel 32 Ezequiel 33 Ezequiel 34 Ezequiel 35 Ezequiel 36 Ezequiel 37 Ezequiel 38 Ezequiel 39 Ezequiel 40 Ezequiel 41 Ezequiel 42 Ezequiel 43 Ezequiel 44 Ezequiel 45 Ezequiel 46 Ezequiel 47 Ezequiel 48

Nenhum comentário:

Postar um comentário