2016/10/16

Apocalipse 1 — Exposição de Apocalipse

Apocalipse 1 — Exposição do Livro de Apocalipse

Apocalipse 1 — Exposição do Livro de Apocalipse




Apocalipse 1


1.1 REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO. Este livro é uma revelação da parte de Jesus Cristo e a respeito dEle. O livro é extremamente importante porque: (1) revela a avaliação que Cristo faz da igreja, 60 ou 65 anos depois da sua ressurreição e ascensão ao céu; e (2) desvenda eventos futuros no tocante à tribulação, ao triunfo de Deus sobre o mal, à volta de Cristo para reinar sobre a terra e às bem-aventuranças do reino eterno de Deus.
1.3 BEM-AVENTURADO AQUELE QUE LÊ. Esta é a primeira das sete “bem-aventuranças” ou bênçãos que se acham no Apocalipse, e que são concedidas àqueles que leem, ouvem e obedecem às coisas nele escritas. As outras seis bênçãos acham-se em Ap  14.13; 16.15; 19.9; 20.6; 22.7,14 (cf. Lc 11.28). O fato de ser ordenado aos crentes guardar os mandamentos do livro de Apocalipse indica tratar-se de um livro prático, de instruções morais, e não simplesmente profecias do futuro. Isso quer dizer que devemos ler este livro, não somente para compreender o plano futuro de Deus para o mundo e seu povo, mas também para aprender e aplicar os seus grandes princípios espirituais. Acima de tudo, tal leitura deve nos levar cada vez mais perto de Jesus Cristo, com fé, esperança e amor.
1.4 ÀS SETE IGREJAS. O Apocalipse é dirigido às sete igrejas da Ásia (nome antigo de uma região que agora faz parte da Turquia ocidental). Cada uma dessas igrejas consistia de várias congregações. Essas igrejas foram provavelmente selecionadas por representarem a totalidade das igrejas daqueles dias, pois o número “sete” representa um número perfeito. Aquilo que lhes foi dito, aplica-se à igreja inteira. Noutras palavras, as “sete igrejas” representam todas as igrejas no decurso desta era da igreja. Os “sete espíritos” devem representar a perfeição e o ministério do Espírito Santo à igreja (cf. Ap 4.5; 5.6; Is 11.2,3).
1.7 EIS QUE VEM. O propósito do livro do Apocalipse é descrever o triunfo do reino de Deus, quando Cristo voltar para estabelecer o seu reino na terra; os eventos dos tempos do fim, vinculados à vinda de Cristo, são também descritos (cf. Dn 7.13; Mt 24.29,30). Apresenta uma escatologia de vitória para os fiéis e ensina que a história terminará no julgamento do sistema instaurado neste mundo por Satanás (Ap 17,18) e no reino eterno de Cristo e seu povo (Ap 20.4; 21.1-22.5).
1.8 ALFA E ÔMEGA. Alfa é a primeira letra do alfabeto grego, e ômega, a última. Deus é eterno, e desde a criação até a consumação, é Senhor sobre tudo. A Ele pertencem a vitória final sobre o mal e o domínio sobre todas as coisas (cf. Ap 22.13).
1.9 ILHA CHAMADA PATMOS. Patmos é uma pequena ilha do mar Egeu, a uns 80 km ao sudoeste de Éfeso. João esteve prisioneiro ali porque proclamava fielmente o evangelho e foi leal a Cristo e à sua Palavra.
1.10 EM ESPÍRITO. Esta expressão refere-se a um grau específico de percepção espiritual e uma idêntica sensibilidade à comunicação com o Espírito, pela qual pode-se receber visões celestiais (cf. At 10.10).
1.12 SETE CASTIÇAIS DE OURO. Trata-se de pedestais que servem de suportes a lamparinas alimentadas a óleo, e não suportes de velas (ver Zc 4 nota); representam as sete igrejas mencionadas no versículo 11 (cf. v. 20).
1.13 FILHO DO HOMEM. Esta expressão refere-se ao Cristo exaltado, e é também empregada pelo profeta Daniel (Dn 7.13; 10.5,16). Nessa visão Cristo é descrito como rei, sacerdote e juiz das suas igrejas (vv. 13-16).
1.16 SETE ESTRELAS. As sete estrelas representam os anjos designados, um para cada igreja, para ajudá-la na sua batalha espiritual (ver v. 20; cf. Mt 18.10), ou os pastores dessas igrejas. A “espada de dois fios” representa a Palavra de Deus, que, tanto corta o pecado, tirando-o das igrejas e trazendo a graça de Deus, como corta uma igreja, deixando-a fora do reino de Deus, como juízo (Ap 3.14-22).
1.19 COISAS QUE TENS VISTO... AS QUE SÃO... HÃO DE ACONTECER. Aqui temos um esboço do livro de Apocalipse: (1) as coisas que João viu (cap. 1); (2) as coisas que são (Ap  2 ;3); (3) as coisas que acontecerão no futuro (i.e., eventos antes e depois da vinda de Cristo à terra, Ap  4.1-22.21).

1.20 AS SETE IGREJAS. Ver o estudo A MENSAGEM DE CRISTO ÀS SETE IGREJAS.

Índice: Apocalipse 1 Apocalipse 2 Apocalipse 3 Apocalipse 4 Apocalipse 5 Apocalipse 6 Apocalipse 7 Apocalipse 8 Apocalipse 9 Apocalipse 10 Apocalipse 11 Apocalipse 12 Apocalipse 13 Apocalipse 14 Apocalipse 15 Apocalipse 16 Apocalipse 17 Apocalipse 18 Apocalipse 19 Apocalipse 20 Apocalipse 21 Apocalipse 22


Nenhum comentário:

Postar um comentário