Interpretação de Números 36

Interpretação de Números 36

Interpretação de Números 36


Números 36
X. Casamento das Herdeiras. 36:1-13.
Anciãos da tribo de Manassés queixaram-se de que a legislação dada em relação às filhas de Zelofeade (cap. 27) resultaria na perda da porção herdada por Zelofeade, se as suas filhas se casassem fora de sua tribo. Moisés, sob autorização divina, concordou com isto e exigiu que as filhas de Zelofeade se casassem dentro de sua tribo, a de Manassés. A propriedade era inalienável e não podia ser transferida nem mesmo de tribo para tribo (v. 7).
O princípio da propriedade inalienável Israel já defendia, tal como outros povos do Oriente Próximo, antes de emergir como nação. Os contratos imobiliários de Nuzu, uma cidade do século quinze, ao norte da Mesopotâmia, centralizam-se neste princípio (cons. coment. sobre 27:4). Ele continuou controlando o pensamento dos israelitas fiéis até os dias de Acabe e Nabote (I Reis 21:3). Assim estas mulheres tiveram de se casar com primos paternos (Nm. 36:11), que poderiam ter sido seus segundos ou terceiros primos.
13. São estes os mandamentos. . . nas campinas de Moabe. Este versículo forma um epílogo adequado à Terceira Parte (caps. 26-36), a legislação que chamava a atenção exclusivamente para a entrada de Israel na Terra Prometida.

Índice: Números 1 Números 2 Números 3 Números 4 Números 5 Números 6 Números 7 Números 8 Números 9 Números 10 Números 11 Números 12 Números 13 Números 14 Números 15 Números 16 Números 17 Números 18 Números 19 Números 20 Números 21 Números 22 Números 23 Números 24 Números 25 Números 26 Números 27 Números 28 Números 29 Números 30 Números 31 Números 32 Números 33 Números 34 Números 35 Números 36