2009/06/16

Comentário de João 9:30-33

9:30 - O homem respondeu e disse a eles,… Muito apropriada e pertinentemente.comentario do evangelho de João, comentario biblico

Pois nisto está a maravilha;… Aquilo que é espantoso e peculiar.

Que não sabeis de onde ele é;… Que vós doutores eruditos, homens de sagacidade e penetração, não fostes capazes de discernir que esse homem é de Deus, é um profeta enviado por ele, e que não deve haver dúvidas sobre de onde ele vem, ou de onde obteve a sua comissão:

E [ainda assim] ele me tem aberto os olhos;… Que era tão claro e plenamente a obra do Messias, a ser feita por ele quando viesse, Isa. 35:4.

9:31 - Ora, sabemos que Deus não escuta os pecadores,... Todos os homens são pecadores, mesmo os que Deus elege, sim, esses que são pessoas verdadeiramente graciosas e virtuosas; pois não há homem sem pecado, e Deus ouve esses que clamam a ele dia e noite; para tais Cristo veio para salvar, para tais ele morreu, e estes ele chama ao arrependimento, e cada pecador que se arrepende Deus ouve: mas por "pecadores" entende-se que são os notórios pecadores, por exemplo, em quem reina o pecado, que vive em pecado, e particularmente impostores. O homem usa a mesma palavra que os judeus haviam feito uso, e aplicado a Cristo, João 9:24, e sugere, que se Jesus tivesse sido um pecador, ou seja, um impostor, Deus não teria ouvido dele, ou Ele lhe teria assistido ao realizar um milagre, para apoiar uma impostura, ou incentivar uma fraude, mas que ele foi ouvido e assistido, foi um caso simples e claro: que não só eles, os doutores eruditos da nação, mas tal como ele próprio um homem analfabeto sabia, que era notório que os homens ímpios, fraudulentos, e enganadores, não eram ouvidos por Deus, e isto era conhecido a partir da Escritura, e todas as experiências; ver Sal. 66:18. As versões Etíope e Persa leem: "eu sei, que Deus", etc.

Mas se qualquer homem é um adorador de Deus;… Que teme o Senhor, e o adora em espírito e verdade,
[1] tanto com adoração interna e externa:

E faz a sua vontade;… Pois não são todos os que dizem Senhor,
[2] ou se achegam a Deus com suas bocas e o honra com seus lábios,[3] que são verdadeiros e sinceros adoradores dele; mas aquele que faz a sua vontade em fé, por meio do princípio de amor, e com vista a sua glória:

A este ele ouve;… Pois ele está perto de todos os que o invocam em verdade; e tal descrição o homem faz de Jesus, visto que era um disputa de que Deus o tinha ouvido e dado testemunho dele.

9:32 - Desde que o mundo começou,… εκ του αιωνος, “desde a eternidade”, ou nunca: a frase corresponde a מעולם, frequentemente usado pelos Judeus (m), para “nunca”; e assim a versão Árabe verte, “nunca se tem ouvido”, etc, desde que existe o tempo:

Nunca se ouviu que qualquer homem abriu os olhos de alguém que nasceu cego;... Assim como qualquer médico, por qualquer meio natural, ou arte, de modo nenhum, conseguiu fazer isso, ou profeta em uma forma milagrosa, nem mesmo Moisés, entre todos os milagres que ele operou, que os judeus dizem (n) terem sido setenta e seis, e que foram mais de o dobro causados por todos os profetas juntos, esse milagre específico não é encontrado na lista deles, nem no catálogo dos milagres feito por outros. Eliseu orou a Deus para restabelecer a visão de um exército atacado com cegueira, mas, no entanto, eles eram pessoas que enxergavam antes, e não eram cegos desde o seu nascimento. Portanto, deve seguir que Jesus, o autor deste milagre, deve ser maior do que qualquer dos profetas, mesmo que o próprio Moisés, e, assim, ele tem uma maior confirmação de sua missão de Deus, ou de que qualquer coisa que ele tinha: e se tal foi um milagre da natureza, não é menos um milagre da graça, que um nascido na cegueira e nas trevas do pecado, ignorância e infidelidade, teria os olhos de seu entendimento aberto, para contemplar as coisas divinas e espirituais.

9:33 - Se esse homem não é de Deus,… Se ele não tinha a sua missão, comissão e credenciais de Deus; se ele não tinha sido enviado por ele, e não tinha autoridade dele, e não foi assistido por ele, como homem, ou Deus não estava com ele.

Ele não poderia fazer nada;… Ou “não faz essas coisas”, como a versão Siríaca lê; ou seja, tais obras milagrosas; ou, como a versão Persa, “ele não faria esses milagres”: abrir os olhos de um homem nascido cego. O fato de ele fazer isso é uma prova cabal de que ele é de Deus, e veio dele.



__________
Notas

(m) Abot R. Nathan, c. 35. fol. 8. 2. Maimon. Mechira, c. 20. sect. 8. & Shelchim & Shotaphim, c. 10. sect. 1, 2, 3, 4. & passim.
(n) Menasseh ben lsrael, Conciliat. in Deut. Quaest. 11. p. 240.
[1] Cf. João 4:24. N do T.
[2] Cf. Mateus 7:21-23. N do T.
[3] Cf. Mateus 15:8-9. N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário