2019/10/04

João 11 — Interpretação Bíblica

João 11

A morte de Lázaro 11.1-57
A ressurreição de Lázaro é o último e maior “sinal” (ver Jo 2.1-12, n.) que Jesus faz. Com esse milagre ele mostra que é o Senhor da vida. As autoridades religiosas de Jerusalém, assustadas com a popularidade de Jesus, fazem planos para matá-lo. Por isso, Jesus vai para uma região deserta (vs. 53-54).
11.1 Maria e a sua irmã Marta Elas aparecem também em Lc 10.38-39, mas Lázaro, o irmão delas, não é mencionado nos outros Evangelhos. Betânia Ficava a uns 3 km a leste de Jerusalém (v. 18).
11.2 Este versículo aparece entre parênteses por ser uma explicação em que o autor antecipa o que vai contar em Jo 12.1-8. Ver outras dessas explicações entre parênteses em Jo 3.24; 4.2,9; 6.10.
11.4 Jesus não diz que Lázaro não iria morrer. Ele diz que o resultado da morte de Lázaro será a manifestação do poder glorioso de Deus e da natureza divina do próprio Jesus (Jo 1.14).
11.6 ainda ficou dois dias onde estava Jesus só entra em ação quando ele está pronto (Jo 2.3-4; 7.1-10).
11.7 Judéia ficava no lado oeste do rio Jordão; eles estavam no lado leste (Jo 10.40).
11.9-10 luz Ver Intr. 2.3.
11.12 Os discípulos não entendem o que Jesus diz. Estes mal-entendidos são comuns no Evangelho de João (ver Jo 2.21, n.).
11.16 Tomé sabe que, se Jesus voltar para a Judéia, será morto (v. 8; Jo 8.59; 10.31). Tomé Jo 14.5; 20.24.29; 21.2.
11.24 Muitos judeus daquele tempo criam na ressurreição dos mortos.
11.25 Eu sou a ressurreição e a vida A ressurreição de Lázaro confirma esta última e mais importante das afirmações de Jesus iniciadas com “Eu sou”. Ver Intr. 1.6; 3.2.
11.37 Ele curou o cego Jo 9.1-7.
11.38 uma pedra Ver Jo 20.1, n.
11.41 Pai, eu te agradeço Marta sabia (v. 21) que Deus ouve e atende os que fazem a vontade dele (Jo 9.31). Jesus é um com o Pai (Jo 10.30; 3.35; 5.19-21; 8.29; 10.37-38; 14.10-11) e, por isso, em vez de pedir, ele agradece antes mesmo de ser realizado o “sinal”.
11.44 tiras de pano... um pano... faixas Jo 19.40; 20.6-7.
11.47 os chefes dos sacerdotes Ver Jo 7.32, n. muitos milagres Ver Jo 2.1-12, n.
11.49 Caifás foi Grande Sacerdote de 18 a 36 d.C.
11.51 Sendo o chefe religioso dos judeus, o Grande Sacerdote era considerado porta-voz de Deus. Mesmo sem querer, Caifás diz a verdade a respeito do propósito e do resultado da morte de Jesus (Jo 1.29; 10.11,15; 15.13; 17.19).
11.52 reunir em um só corpo Ver Jo 10.16, n.
11.53 Como aumentava o número dos que criam em Jesus (vs. 45,48; Jo 12.11,17-19), os líderes judeus sentem que o Templo e o país estão ameaçados (v. 48) e decidem matar Jesus.
11.54 Efraim Possivelmente, uma cidade que ficava a uns 24 km a nordeste de Jerusalém.
11.55 a Festa da Páscoa Esta é a terceira Páscoa mencionada neste Evangelho (Jo 2.13; 6.4). cerimônia de purificação Os judeus precisavam fazer isso para poderem comer o jantar da Páscoa (Jo 18.28). A maior causa de impureza cerimonial era o contato com não-judeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário