2019/08/24

Apocalipse 17 — Explicação das Escrituras

Apocalipse — Explicação das Escrituras

Apocalipse 17 — Explicação de Apocalipse


Apocalipse 17


17.1 Grande meretriz. Trata-se da cidade de Roma olhando para o futuro império do anticristo que procura forçar os crentes a negar seu Senhor. Muitas águas. Este símbolo vem da antiga Babilônia, uma cidade que, cruzada por muitos canais habitava sobre muitas águas (Jr 51.13). Estas águas são interpretadas no v. 15. Babilônia representa Roma e a manifestação mundial e final de oposição contra Deus.
17.2 Os reis do terra. Inúmeros reis, príncipes e chefes locais se submeteram a Roma em troca de segurança, não agressão e apoio material. Novamente o mundo, buscando desesperadamente a paz, se entregará à besta.
17.3 Besta escarlate. Evidentemente é a primeira besta de 13.1-8. Nomes de blasfêmia significa a autodeificação do anticristo (2 Ts 2.4).
17.4 Púrpura e de escarlata. São os tecidos coloridos, os mais luxuosos da época. Representam pompa, realeza e luxo
17.5 MÃE DAS MERETRIZES. Da capital pagã e da besta emanam todas as formas de maldade idólatra: ABOMINAÇÕES. Esta palavra foi especialmente associada no AT com idolatria. Cristo usa esta palavra para falar da profanação efetuada pelo anticristo (Mt 24.15).
17.6 Testemunhas (gr marturõn). Fala dos mártires que morrem por causa da sua fidelidade a Cristo (14.13).
17.9 Sete montes. A cidade de Roma foi construída em sete montes; a alusão histórica não deve restringir a compreensão do grande alcance do reino do anticristo. Sete reis (cf. Dn 7.17). É possível que sejam sete impérios: Egito, Assíria, Babilônia, Pérsia, Grécia, Roma, que seguindo esta interpretação é o sexto. O vindouro seria do anticristo.
17.11 Oitavo rei, e procede dos sete. O anticristo que já se manifestou na pessoa de Antíoco Epifânio .(Dn 8.9, 21), reaparecerá em forma ainda mais forte e global (cf. Mt 24.15) .
17.12 :Dez reis. A referência vem de Dn 7.7, 24 Não é possível identificá-los. Seu poder será de pouquíssima duração, “uma hora” apenas.
17.13 Estes futuros dez reis (ou reinos) só têm uma preocupação, isto é, apoiar e obedecer às diretrizes da burocracia central dominada pela besta.
17.14 Na guerra que estes incitam contra Cristo e Sua Igreja, serão derrotados. Com o Senhor está todo o poder e autoridade nos céus e na terra (cf. 1 Co 15.24 e 25).
17.15 A besta e seus aliados inesperadamente converterão seu apoio à meretriz (Babilônia, que no primeiro século representava Roma, mas no fim simboliza a capital do poder dominador do mundo) em ódio. Destruirão a cidade, despojando todos os seus valores para si. Em todo o realizar desta radical mudança se percebe a direção e controle de Deus, (v. 17).


Índice: Apocalipse 1 Apocalipse 2 Apocalipse 3 Apocalipse 4 Apocalipse 5 Apocalipse 6 Apocalipse 7 Apocalipse 8 Apocalipse 9 Apocalipse 10 Apocalipse 11 Apocalipse 12 Apocalipse 13 Apocalipse 14 Apocalipse 15 Apocalipse 16 Apocalipse 17 Apocalipse 18 Apocalipse 19 Apocalipse 20 Apocalipse 21 Apocalipse 22

Nenhum comentário:

Postar um comentário