2009/05/21

Comentário de João 5:18

Comentário de João 5:18

Por isso, os Judeus buscavam ainda mais matá-lo,... Eles eram os mais desejosos de tirar a sua vida e estavam mais resolutos de fazerem isso, e estudavam todos os meios e formas de causá-lo.

Não só porque ele quebrava o sábado;... Como eles imaginavam; porque ele não tinha, de fato, quebrado o dia de sábado: e se eles tivessem sabido o que significa Deus querer misericórdia, e não sacrifício, eles teriam estado convictos de que ele não tinha quebrado nada por esse ato de misericórdia a um pobre atribulado:

Mas disse também que Deus era seu Pai;... Seu próprio Pai, seu Pai por natureza, e que ele era seu próprio Filho por natureza; e isso eles concluíram pelo fato dele o chama de “meu Pai”, e assumir uma cooperação com ele em suas obras divinas:

Se fazendo igual com Deus;... Ser da mesma natureza, e tendo as mesmas perfeições, e fazendo os mesmos trabalhos; por dizer que Deus era o seu Pai, e de forma que ele era o Filho de Deus, uma frase que, com eles, significava ser uma pessoa divina, como eles poderiam aprender de Sal. 2:7, e designando as mesmas operações a ele, como também ao seu Pai, eles o entenderam corretamente, que ele afirmou a igualdade dele com Deus; porque ele não pretendia nada mais, e os fez imaginar o que ele pretendia por chamar Deus o seu Pai, por que se ele fosse assim por criação, como são todos os homens, ou por adoção, como eram os Judeus, eles não teriam estado tão bravos com ele; porque a frase, neste sentido, eles mesmo usavam: mas eles o entenderam o contrário, como afirmando a própria deidade dele, e igualdade perfeita com o Pai; e, então, pelo fato de quebrar o Sábado, somando isso com a blasfêmia, e por causa de ambos, buscaram entregá-lo à morte; porque, de acordo com os cânones deles, tanto o violador do Sábado, e o blasfemador, deveriam ser apedrejados.
[1]






Fonte: John Gill’s Exposition of the Entite Bible



______________
Notas:
[1] Misn. Sinédrio, c. 7. seç. 4.

Nenhum comentário:

Postar um comentário