2019/10/04

João 5 — Interpretação Bíblica

João 5 — Interpretação Bíblica


João 5 — Interpretação Bíblica




A cura de um paralítico 5.1-29
Este “sinal” (ver Jo 2.1-12, n.) revela que, por causa do seu relacionamento com o Pai, Jesus tem a liberdade de desobedecer à Lei de Moisés, que proibia trabalhar no sábado. Assim como o seu Pai sempre trabalha (v. 17), Jesus trabalha também, mesmo no sábado. Depois da reação negativa dos líderes judeus (v. 18), Jesus fala longamente a respeito do seu relacionamento com o Pai (vs. 19-47).
5.1 uma festa dos judeus Possivelmente, a Festa da Colheita. Alguns manuscritos trazem “a festa dos judeus”, que seria a Páscoa (Jo 6.4).
5.2 Portão das Ovelhas ficava no lado norte da cidade. Betezata Muitos manuscritos trazem “Betesda”; outros, “Betsaida”.
5.9 sábado O sétimo dia da semana no calendário dos judeus, dia sagrado no qual ninguém podia trabalhar (Jo 7.23).
5.10 a nossa Lei As Escrituras Sagradas dos judeus, especialmente os cinco primeiros livros (Ne 13.19; Jr 17.21). Era proibido levar cargas em dia de sábado (Ne 13.19; Jr 17.21-22).
5.17 Por ser Filho de Deus, Jesus tinha de seguir o exemplo do seu Pai, o qual continua reinando e julgando o mundo e a humanidade.
5.20 coisas ainda maiores Vida (v. 21) e juízo (v. 22). Também se pode pensar nos milagres contados em Jo 9 e Jo 11.
5.23 Por Jesus ser o Filho, que tem a mesma natureza de Deus, deixar de respeitar o Filho é o mesmo que deixar de respeitar o Pai.
5.24 a vida eterna Começa não apenas depois da morte (vs. 28-29), mas logo que a pessoa crê em Jesus (v. 25, vem a hora, e ela já chegou; ver Jo 11.25-26; Intr. 3.2).
5.26 vida Ver Intr. 3.2.
5.27 O Filho, assim como o Pai, dá vida (vs. 21,26) e é o Juiz de todos (vs. 22,27). Ele é o Filho do Homem e também o Filho de Deus (v. 25).
5.29 A primeira afirmação bíblica clara da ressurreição daqueles que fizeram o bem e daqueles que fizeram o mal se encontra em Dn 12.2.
Testemunhos a favor de Jesus 5.30-47
O que Jesus diz de si mesmo (vs. 19-30) é confirmado pelo testemunho de João (v. 33), das coisas que Jesus faz (v. 36), do Pai (v. 37) e das Escrituras Sagradas (v. 39).
5.31 De acordo com a lei dos judeus, o testemunho de uma pessoa a favor de si mesma não tinha valor (Jo 8.13-18).
5.32 outro O Pai (v. 37).
5.33 Jo 1.19-27; 3.27-30.
5.36 coisas que eu faço Os seus “sinais” (ver Jo 2.1-12, n.; 4.34; 10.37-38; 14.11).
5.37 o Pai... testemunha a meu favor Possivelmente, isso se refira à voz do céu que foi ouvida quando Jesus foi batizado (Mt 3.17; Mc 1.11; Lc 3.22; Jo 12.28).
5.39 Vocês estudam as Escrituras Sagradas O texto original também pode ser traduzido assim: “Estudem as Escrituras Sagradas”. O verbo em grego pode ser lido como uma afirmação (modo indicativo) ou como uma ordem (modo imperativo).
5.40 vida Ver Intr. 3.2.
5.46 Moisés... escreveu a meu respeito Nos cinco primeiros livros das Escrituras hebraicas ou, mais especificamente, em Dt 18.15,18.


Índice: João 1 João 2 João 3 João 4 João 5 João 6 João 7 João 8 João 9 João 10 João 11 João 12 João 13 João 14 João 15 João 16 João 17 João 18 João 19 João 20 João 21

Nenhum comentário:

Postar um comentário