2016/04/30

Êxodo 1 — Explicação das Escrituras

Êxodo 1 — Explicação de Êxodo

Êxodo 1 — Explicação de Êxodo



Êxodo 1 


1.1-22 O capítulo mostra a prosperidade que Deus sempre quer dar ao seu povo, e a desgraça que o mundo está sempre prestes a infligir.
1.8 Novo rei. Aqui saltamos quatro séculos de história, desde a entrada de José no Egito. Trata-se de novas dinastias com outras maneiras de pensar e de agir.
1.10 Astúcia. É a arma predileta dos servos do Maligno, na sua batalha contra os fiéis.
1.11 Feitores. A mesma vitalidade dos israelitas, que podia fazer deles inimigos potenciais, era desviada para o uso dos egípcios era mão de obra forçada, a escravidão.
1.12 Quanto mais. A graça de Deus para com seu povo sempre supera as tentativas de destruição feitas contra seus escolhidos.
1.14 Amargar. No princípio, a escravidão era para dominar e utilizar os hebreus, mas agora era para aniquilá-los, mesmo.
1.16 O assassínio secreto: as parteiras podiam atribuir a morte do filhinho a um acidente de nascimento.
1.22 O assassínio público - a fidelidade das parteiras em conservar a vida dos filhinhos forçou Faraó a revelar publicamente sua iniquidade. Assim é que uma atitude corajosa pode desmascarar as obras do Maligno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário