Explicação de Juízes 12



Explicação de Juízes 12

Explicação de Juízes 12

Juízes 12

12.1 O ressentimento da tribo de Efraim não teve razão de ser. Gileade e Jefté teriam rogado aos efraimita o seu auxílio para a expulsão dos amonitas, sem sequer receber resposta. Mas, depois da grande libertação do Senhor, indignaram-se, ao perceberem que a sua posição de tribo principal passara para os gileaditas.
12.6 Chibolete. Significa “espiga de cereal”. Os efraimitas falavam um dialeto hebraico com pequenas divergências na pronúncia. No seu falar o som ch se pronunciava em s de um modo tal que não conseguiam evitar serem descobertos. Aquela derrota invalidou definitivamente as esperanças de Efraim ser a tribo líder. Quarenta e dois mil. Este número parece alto demais. A palavra 'eleph, traduzida por “mil”, pode também significar unidades de clã, ou tribo (cf. 20.2n).
12.8 Ibsã e Abdom (13) exibiram riqueza e poder nas tribos (cf. 10.1n). Belém. Não a cidade de Judá onde Jesus nasceu mas, outra do mesmo nome, na Galiléia (Js 19.15).
12.9 Casou fora. Isto é, fora do clã, ou até da tribo. Isto indica o destaque da família.
12.15 Região montanhosa dos amalequitas. Desconhece-se o motivo de identificar-se uma região com os velhos inimigos de Israel. Talvez um de seus clãs teria se ramificado em Efraim (cf. 5.14).ou então o nome veio de um invasão dos amalequitas (cf. Jz 3.13; 6.3, 33; 7.12; 10.12).

Explicação de Juízes 12 Explicação de Juízes 12 Reviewed by Biblioteca Bíblia on terça-feira, janeiro 10, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.