Explicação de Juízes 13



Explicação de Juízes 13

Explicação de Juízes 13

Juízes 13

13.1 Filisteus, Os “povos do mar”, que deram o nome de “Palestina” a Canaã, eram oriundos de Caftor (Am 9.7); eram, geralmente, relacionados com a ilha de Creta. Não eram semitas, nem praticavam a circuncisão. Inimigos, até a época do reinado de Davi, oprimiram a Israel por mais tempo que qualquer outro opressor. Sua maneira de dominar (contrária à dos moabitas, midianitas, etc.) se realizava pela infiltração. Casamentos mistos, comércio e outros contratos pacificos eram mais perigosos, porque ameaçavam dominar integralmente a nação.
13.2 Zorá. 22 km a oeste de Jerusalém, na fronteira entre Dã e Judá. Dã. A essas alturas, a tribo de Dã ocupava a região no sudoeste perto da planície (Sefalá) habitada pelos filisteus. Por causa da pressão destes, Dã, em sua maior parte, foi forçada a passar a habitar o norte, do Mar da Galiléia. A história de Sansão revela as condições de vida sob a constante ameaça de que se constituíam os filisteus.
13.4,5 Não bebas vinho... Veja Nm 6.1-21 e notas.
13.7 Nazireu. Derivada do heb nazir, “separar”, portanto, alguém separado ou consagrado para Deus. • N. Hom. “Consagrados a Deus”. Compare a chamada de Sansão, do AT, com a do cristão. 1) Ambos escolhidos por Deus (vv. 3-7; cf. Ef 1.4; 1 Pe 2.9); 2) Ambos particularmente separados para Deus (cf. Nazireu, Nm 6.1-21; o crente em Rm 12.1-2; Paulo em Gl 1.15, 16); 3)” Ambos consagrados para sempre (7; cf. Hb 6.4-8); 4) Ambos obrigados se abster do vinho e se encher do Espírito (cf. 25; 14.6, 19, etc.; Ef 5.18); 5) Ambos criados segundo as instruções do Senhor (cf. 8, 12, 13 com Mt 20.28; Cl 1.9; etc.).
13.8 Esta oração é recomendada a todo pai de família. Homem de Deus. Manoá provavelmente entendeu que o Anjo fosse um profeta, homem portador da mensagem vinda de Deus.
13.16 Não sabia Manoá. A refeição oferecida não era sacramental, como alguns entendem. Manoá desconhecia a natureza divina do seu hóspede.
13.17 Qual é o teu nome? Nesses tempos o nome era considerado portador da força e personalidade da pessoa (cf. Gn 32.29). Conhecer o nome, além de revelar o caráter, dá o ensejo de apelar para aquele que possui tal nome.
13.18 Maravilhoso, quer dizer, incomunicável. A palavra hebraica vem de uma raiz que significa “separado”, “inefável” (cf. Sl 139.6) O homem não pode sondar o mistério divino.
13.19 Oferta de manjares. No heb minhah, usada de várias formas no AT. O mais comum é “oferta de cereal”, tendo o propósito de conseguir e reter a boa vontade da divindade.
• N. Hom. 13.22 “Ver ao Senhor - morte e vida”. 1) Deus, sendo absoluto em santidade, não pode tolerar ao pecado (Hc 1.13); 2) Ver a Deus significa, portanto, a morte (22; Êx 33.20; Jz 6.22, 23); 3) Ser banido da presença de Deus é a morte eterna (cf. Jo 3.3, 5; 2 Pe 2.4, 17); 4) A única saída é a visão, salvadora de Deus, por meio de Jesus Cristo crucificado (Jo 1.18; 14.9); 5) A visão da fé absolve toda culpa e afasta todo pecado (1 Jo 1.7); 6) A manifestação de Deus indica a aceitação de nosso sacrifício em Cristo (23; Ef 5.2) .
13.24 Sansão. Deriva-se de Semes, “Sol”. Sansão significa “pequeno sol”.
13.25 O Espírito do Senhor... Deus suscitou o conflito necessário para se fazer uma clara divisão entre Israel e Filístia (como deve existir entre o crente e o mundo, cf. 14.4n).

Explicação de Juízes 13 Explicação de Juízes 13 Reviewed by Biblioteca Bíblia on terça-feira, janeiro 10, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.