Josué 20 — Explicação das Escrituras

Josué 20 — Explicação de Josué

Josué 20 — Explicação de Josué




Josué 20

20.2 Cidades de refúgio. Havia seis cidades levíticas destinadas a servir de refúgio - três de cada lado do Rio Jordão. Moisés designou as três ao oriente do Jordão (Dt 4.41 -43) e Josué e os outros líderes indicaram as três ao ocidente do rio. As cidades não eram destinadas a proteger o criminoso, mas serviam de refúgio àqueles que cometiam homicídio, a fim de escaparem à vingança do sangue derramado enquanto se investigava se fora predeterminado ou acidental (Nm 35.6, 11). Debaixo do Novo Concerto, o pecador pode refugiar-se em Jesus Cristo (Hb 6.18).
20.3 Vingador do sangue. Nas nações civilizadas a vida civil é regulamentada por leis e o castigo é aplicado contra o criminoso pelos tribunais. Nas nações antigas era permitido que a parte ofendida se vingasse com as próprias mãos; este era o “vingador de sangue”, (Veja Gn 9.5-6; Nm 35.31; Rt 3.9-12; Mt 5.38, 39).
20.4 Anciãos. Nas cidades israelitas, os anciãos eram os chefes e os juízes.

Índice: Josué 1 Josué 2 Josué 3 Josué 4 Josué 5 Josué 6 Josué 7 Josué 8 Josué 9 Josué 10 Josué 11 Josué 12 Josué 13 Josué 14 Josué 15 Josué 16 Josué 17 Josué 18 Josué 19 Josué 20 Josué 21 Josué 22 Josué 23 Josué 24