Levítico 12 — Explicação das Escrituras

Levítico 12 — Explicação das Escrituras

Levítico 12 — Explicação das Escrituras



Levítico 12

12.2 A imundície associada com o nascimento põe em relevo o fato que o homem nasceu com a natureza pecaminosa herdada de Adão. Rm 5.18. A multiplicação da dor do parto é um dos aspectos da maldição que veio através da queda do homem. A procura da pureza no culto de Israel e a separação dos assuntos de sexo e de maternidade fazia um contraste vívido com os cultos das religiões pagãs, nas quais os ritos de fertilidade e a orgia faziam parte integrante das cerimônias. Já que as crianças nascem com inclinação para o pecado, é necessário que sejam educadas na “disciplina e na admoestação do Senhor”; já na época do seu nascimento havia disposições sobre elas na Palavra de Deus.
12.5 Sendo que havia perda de sangue no nascimento de uma criança, aplicavam-se as leis da purificação 15.16-18.
12.8 A purificação da mãe também era a ocasião da dedicação do filho que aliás já entrara na graciosa Aliança de Deus, mediante o rito da circuncisão administrado pelo pai no oitavo dia. Este versículo nos ajuda a compreender que o que pesa no sacrifício não é o valor da oferta, mas sim, o simbolismo de haver a exigência de uma morte para expiar a impureza e a pecado, e um espírito de renúncia, dedicação e amor da parte do ofertante. A mais célebre das ofertantes pobres é a própria mãe de Jesus, Lc 2.24; e o melhor exemplo de dedicação total ao trazer uma oferta se vê na viúva pobre, descrita em Mc 1 2.41-44.

Índice: Levítico 1 Levítico 2 Levítico 3 Levítico 4 Levítico 5 Levítico 6 Levítico 7 Levítico 8 Levítico 9 Levítico 10 Levítico 11 Levítico 12 Levítico 13 Levítico 14 Levítico 15 Levítico 16 Levítico 17 Levítico 18 Levítico 19 Levítico 20 Levítico 21 Levítico 22 Levítico 23 Levítico 24 Levítico 25 Levítico 26 Levítico 27