2016/10/05

Levítico 22 — Explicação das Escrituras

Levítico 22 — Explicação das Escrituras

Levítico 22 — Explicação das Escrituras


Levítico 22

22.1-7 A parte do sacrifício que o sacerdote comia era coisa santa, por isso os sacerdotes que estivessem ritualmente imundos não, podiam participar destas comidas.
22.10-16 Estrangeiro. Heb zãr, da raiz zür, “afastar-se”. Aqui se refere a qualquer pessoa que não fosse sacerdote ou levita, portanto um leigo, um estranho. Nem hóspede, nem jornaleiro poderia comer da porção sacerdotal do sacrifício, mas somente aqueles que fossem membros da família do sacerdote, o que incluía seu escravo. Outras palavras para ”estrangeiro”, propriamente dito, são ger, que dá a idéia de errante, um viajante sem moradia fixa, e goy, que se refere às pessoas que não pertencem à raça israelita, e se traduz “gentio”. Se uma filha de um sacerdote tivesse se casado fora da tribo de Levi, também seria uma “estrangeira” no sentido técnico mencionado acima, perdendo o direito de participar da porção sacerdotal; mencionam-se, porém, condições para que ela voltasse aos seus antigos privilégios.
22.14 Ignorância. Isto não seria desculpa para aqueles que comessem da porção sacerdotal que lhes era vedada. Tal pessoa deveria pagar o valor do que comeu e ainda lhe acrescentar 20%. Registra-se em 5.15-16 que uma oferta de expiação “pelo sacrilégio” também se requeria, e é bem possível que esta oferta aqui esteja subentendida.
22.19-25 Veja 1.3 e 1.17 com as Notas. Somente o melhor deveria ser oferecido a Deus; somente aquilo que vem de um coração grato e voluntário, a dedicação das melhores qualidades do nosso ser, é aceitável a Deus, Sl 51,17. É por este motivo que a oferta da viúva pobre foi tão digna de atenção, Mc 12.42-44. Até os pagãos achavam que os ídolos que adoravam eram dignos de sacrifícios perfeitos, sem defeito.
22.24,25 Referia-se a animais castrados que poderiam ser empregados nas fazendas, mas não deveriam ser sacrificados como oferta a Deus. • N. Hom. Os versículos 17-25 insistem que o sacrifício tinha que ser sem defeito. Isto se refere, primeiramente, aos tipos descritos neste Livro: em segundo lugar, à Pessoa de Jesus Cristo, o Sacrifício eterno profeticamente aludido em todas estas ordenanças; terceiro, à vida dedicada dos crentes que aceitam os sacrifícios de Cristo, aplicando-os ao seu caso individual, andando no caminho das boas obras que a graça de Cristo e a unção do Espírito Santo preparou para os salvos, Ef 2.8-10; 1 Co 2.16; 1 Pe 1.13-16; Gl 2.19-20. Nosso Salvador é perfeito, e quer nos conceder vidas perfeitas vividas nEle, que seriam um sacrifício agradável a Deus, constituindo a verdadeira adoração, Rm 12.1-2; Jo 4.23.
22.27,28 Os animais recém-nascidos não eram considerados como tendo existência própria e independente antes de completar uma semana de vida. Os israelitas entendiam este mandamento como um desejo da parte de Deus de lhes ensinar a misericórdia Êx 23.19; 34.26; Dt 14.21; 22.6-7.

Índice: Levítico 1 Levítico 2 Levítico 3 Levítico 4 Levítico 5 Levítico 6 Levítico 7 Levítico 8 Levítico 9 Levítico 10 Levítico 11 Levítico 12 Levítico 13 Levítico 14 Levítico 15 Levítico 16 Levítico 17 Levítico 18 Levítico 19 Levítico 20 Levítico 21 Levítico 22 Levítico 23 Levítico 24 Levítico 25 Levítico 26 Levítico 27

Um comentário:

  1. É uma benção ,sempre estou aqui Estudando as escrituras ,tem me ajudado muito.

    ResponderExcluir