2016/05/30

Interpretação de Levítico 18

Interpretação de Levítico 18

Interpretação de Levítico 18




Levítico 18
Em Relação ao Casamento. 18:1-30.
3. Segundo as obras da terra de Canaã. O povo hebreu, escolhido por Deus para ser a nação que daria origem ao Salvador de toda a humanidade, não teria permissão de se entregar às práticas imorais e idólatras do povo do qual acabara de se separar, nem da terra na qual breve entrariam.
4. Fareis segundo os meus juízos. Antes, teriam de andar segundo o caminho que lhes fora traçado por seu Líder, o Senhor Deus de Israel. E foi com a autoridade do seu Líder e seu Deus que os mandamentos abaixo lhes foram dados, reforçando assim as obrigações resultantes da aliança.
5. Viverá por eles. Os mandamentos não foram dados sem uma promessa. O indivíduo obediente viveria. A mesma expressão se encontra em Ez. 20:11; 13:21 sem tornar claro o significado exato. Sente-se, entretanto, que o significado se encontra no N.T. (Lc. 20:38; Rm. 10:5 ; Gl. 3:12), onde a vida “abundante”, “cheia”, ou “verdadeira” parece estar implícita.
6-15. Mandamentos Referentes à Pureza no Relacionamento entre Pais e Filhos.
6. Parenta da sua carne. Literalmente, carne da sua carne (she'seiro be'seiro), isto é, consangüinidade que se opõem ao simples relacionamento conjugal. Para lhe descobrir a nudez. Expressão idiomática hebraica para indicar relação sexual. Com isto proíbe-se o incesto.
7. A nudez de teu pai. Estas leis dirigiam-se a homens. Portanto este versículo contém uma proibição não contra o incesto entre pai e filha, mas contra o incesto entre filho e mãe somente. A vergonha da mãe também seria do pai. Sendo uma só carne (Gn. 2:24), qualquer ato cometido contra a mãe poderia ser considerado também cometido contra o pai.
8. É nudez de teu pai. Mesmo que a madrasta não seja parente consangüíneo, a condição de marido e mulher obrigava à mesma proibição e pelos mesmos motivos apresentados no versículo 7.
9. A nudez da tua irmã. Encontramos aqui a referência à meia irmã ou enteada do pai ou da mãe. Nascida em casa, ou fora de casa parece mais ser uma referência à moça filha de um casamento subseqüente ou anterior àquele que produziu o filho.
10. Da filha do teu filho. Relação sexual entre avô e neta é proibido.
11. Da filha da mulher de teu pai. Novamente a referência é a uma meia irmã, uma vez que existe consangüinidade (veja também v. 9).
12,13. Irmã de teu pai .. . irmã de tua mãe. Estes versículos se referem a uma tia, irmã de pai ou mãe.
14. Irmão de teu pai. Relação sexual com a esposa de um tio por parte de pai também é proibida, uma vez que isto desonrada o relacionamento consangüíneo.
15. Tua nora. Relações ilícitas entre pai e nora resultariam em desonra para o filho.
16-18. Mandamentos Referentes à Pureza em Outros Relacionamentos Familiares.
16. Mulher de teu irmão. A referência é a uma cunhada. Isto, entretanto, não prevalecia onde o irmão falecido não tivesse filhos. Antes, o homem era obrigado a se casar com a viúva do irmão (Dt. 25: 5) a fim de que ela pudesse ter um filho que preservasse o nome do falecido.
17. Relações sexuais com uma mulher e . . . sua filha, ou com uma mulher e sua neta estão proibidas.
18. Com tua mulher outra (irmã). O casamento com duas irmãs vivas estava proibido, embora a lei, ao que parece, não proibia o casamento com a irmã da mulher falecida. Cons. o caso de Jacó, Lia e Raquel (Gn. 29: 23, 30) que prova que a lei não era conhecida anteriormente.
19. Durante a sua menstruação. Outros tipos de impureza e crimes contra a natureza são mencionados nos versículos 19-23. Durante os dias da menstruação da mulher, o homem não devia se aproximar dela (cons. 15:24; 20:18).
21. O fogo (E.R.C.) não consta do texto hebraico mas é uma simples interpolação dos tradutores, com base em passagens tais como II Reis 16:3; 17:17; 21:6. Na verdade, a natureza da dedicação indicada podia envolver fogo e sacrifício humano, embora não fosse declarado. Moloque era um deus pagão (Amós 5:26) também chamado Milcom (I Reis 11:33 e Sf. 1:5). Em I Reis 11:5 ele é chamado de “abominação dos amonitas” e em I Reis 17:17 diz-se que Salomão edificou-lhe lugares altos na colina diante de Jerusalém. Em Jr. 32: 35 Moloque era adorado nos lugares altos de Baal, mostrando assim que havia íntimo relacionamento entre os dois deuses. Adorando a Moloque os filhos de Israel profanariam o nome de Deus. Profanar (hillel) é “desprezar, macular, tornar comum”. É interessante notar que a palavra hebraica é muito parecida na ortografia com outra palavra que significa o oposto (hillel), “louvar, celebrar, glorificar.
22. Com homem não te deitarás. As perversões mencionadas aqui e no versículo 23 não podiam produzir descendência. e assim anulavam o propósito para o qual a humanidade recebeu tal responsabilidade e capacidade. Isto, portanto, é rebelião contra Deus e contra a sociedade estabelecida por Deus.
24. Com nenhuma destas coisas vos contaminareis. Cons. o versículo 3. O quadro nos versículos restantes do capítulo é o de uma pessoa, enojada pela corrupção e vileza nela existente, vomitando violentamente aquilo que só poderia contaminá-la mais ainda. Fazendo um contraste, Deus faz o Seu povo se lembrar que devia olhar para Ele como o seu Deus e que os israelitas deviam se afastar dos costumes das nações pagas para se apegarem a Ele. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário