2016/07/30

Estudo sobre Levítico 3

Estudo sobre Levítico 3

Estudo sobre Levítico 3





Levítico 3
Ofertas de comunhão (3.1-17)
A palavra traduzida por oferta/sacrifício de comunhão pode estar associada ao substantivo hebraico shãlôm (“paz, prosperidade, completitude”), ou com o verbo shillêm (“compensar”). Em geral é usada no plural (.sh'lamim) como aqui — com um sentido abstrato? — e com frequência em conjunto com o termo comum para sacrifício (zebhafí). Um termo cognato no ugarítico, sem dúvida de sentido semelhante, parece ter feito parte da terminologia sacrificial regular. Havia três categorias de ofertas de comunhão', a oferta podia ser “por gratidão”, “resultado de um voto” ou “voluntária” (7.11-18). Somente nesta oferta havia porções para Deus, para os sacerdotes e para os adoradores, de forma que a comunhão se tornou um aspecto muito importante. (Milgrom destaca, no entanto, que essas ofertas são comidas “na presença do Senhor” [Dt 12.7], e não com ele.) As instruções desse capítulo se enquadram em duas partes: os v. 1-5 são concernentes a ofertas do gado, e os v. 6-17, a ofertas do rebanho (subdividido em carneiros e cabras). “A oferta de paz [como é também chamada] não era uma oferta para se estabelecer a paz, mas que celebrava e se alegrava numa paz já estabelecida” (A. J. Pollock). Como ilustração dessa explicação da oferta de paz, talvez possamos observar que a ideia de “propiciação” raramente está presente — se é que está em algum momento; com os outros sacrifícios de animais, isso é diferente (v. 1.4; 4.26; 5.16).
(1) Do gado (3.1-5). v. 1. A aceitação de um animal fêmea faz a diferença a ser observada entre a oferta de comunhão e o holocausto (oferta queimada) com o qual tem muita afinidade em termos de ritual, v. 3. a gordura que cobre as vísceras “é o ‘redenho, omento’, a membrana que cobre os intestinos e, no caso de animais saudáveis, tem grandes partes de gordura presas a ela” (Snaith, NCentB). v. 4. os dois rins com a gordura que os cobre', o lóbulo caudado, de acordo com Snaith; acerca de outras possibilidades, v. NBD, p. 703. D. M.
G. Stalker (acerca de Ex 29.13 no Peake's Commentary) sugere que a gordura que os cobria [os rins] era queimada como protesto contra a prática muito difundida da adivinhação por meio da observação do fígado, na qual o lóbulo superior era de grande importância, v. 5. Uma oferta de comunhão deveria ser precedida normalmente de um holocausto, embora seja possível que essa exigência fosse satisfeita pelo holocausto diário de 6.12.
(2) Do rebanho (3.6-17). v. 9. a gordura [...] da cauda gorda era uma iguaria produzida por uma raça especial de carneiros e chegava a ser tão pesada que o animal não conseguia ficar em pé. Talvez a palavra traduzida por “parte superior” (RSV) em ISm 9.24 deveria ser emendada para “rabo gorduroso”; a BJ traz: “a perna e o rabo” (v. J. Mauchline, 1 and2 Samuel, ad. loc.). v. 16,17. Toda a gordura será do Senhor: Assim, nem a gordura nem o sangue (v. 17; cf. 17.12) deveriam fazer parte da dieta dos israelitas.

Índice: Levítico 1 Levítico 2 Levítico 3 Levítico 4 Levítico 5 Levítico 6 Levítico 7 Levítico 8 Levítico 9 Levítico 10 Levítico 11 Levítico 12 Levítico 13 Levítico 14 Levítico 15 Levítico 16 Levítico 17 Levítico 18 Levítico 19 Levítico 20 Levítico 21 Levítico 22 Levítico 23 Levítico 24 Levítico 25 Levítico 26 Levítico 27

Nenhum comentário:

Postar um comentário