2016/07/30

Estudo sobre Levítico 9

Estudo sobre Levítico 9

Estudo sobre Levítico 9




Levítico 9

A cerimônia do oitavo dia (9.1-24)
Agora que o período iniciatório de sete dias passou, Arão está pronto para assumir a responsabilidade pelos aspectos rituais da adoração de Israel. Mais ofertas a favor dos sacerdotes têm de ser apresentadas (v. 2,8, 14), e depois vêm as ofertas nacionais (v. 3, 4,15-24). v. 3,4. Praticamente toda a gama de ofertas é exigida do povo; a oferta pela culpa não está incluída porque estava primeiramente relacionada com delitos que envolviam restituição ao compatriota israelita, v. 7. e pelo povo: os seus interesses estavam representados nas ofertas dos sacerdotes, como também nas ofertas nacionais. A variante da LXX é preferida pela NEB (“e pela sua casa”). Os v. 8-11 são praticamente um resumo de 4.1-12, em que são dadas as regras acerca da oferta pelo pecado dos sacerdotes. Os v. 12ss resumem 1.10-13 (cf. 1.3-9). v. 12. Ao longo de toda a cerimônia dos oito dias, os filhos de Arão agem como assistentes (cf. v. 9,13,18). O passo seguinte era apresentar as ofertas nacionais: a oferta pelo pecado (v. 15), o holocausto (v. 16), a oferta de cereal (v. 17) e as ofertas de comunhão (v. 18-21). v. 16. Talvez em vista do v. 24, “preparou-o” da NEB seja melhor do que ofereceu-o — isso se o v. 24 deve ser considerado o grande final do oitavo dia. A mesma palavra hebraica é traduzida por “preparar” em Gn 18.7. v. 17. pegou um punhado não é a mesma expressão de 2.2; 5.12 e pode significar que toda a oferta de cereal, e não só uma porção, era queimada no altar (cf. 6.23); mas v. comentário de 10.12,13. v. 22,23. Duas bênçãos são mencionadas, a primeira pronunciada por Arão como sumo sacerdote (cf. Nm 6.24ss) e outra pronunciada por Moisés e Arão em conjunto. Porter as compara com a bênção dupla pronunciada por Salomão na consagração do templo (lRs 8.14,55). v. 22. desceu: isso não significa que Arão estava parado numa borda do altar quando apresentava os sacrifícios; v. comentário de Ex 27.4,5. v. 24. Cf. o comentário do v. 16. A referência de qualquer forma é ao holocausto nacional, pois a oferta dos sacerdotes já havia sido queimada (v. 13,14). Acerca do fogo sobrenatural, cf. Jz 6.21; lRs 18.38; lCr 21.26; 2Cr 7.1. São mostrados aqui a aprovação e o reconhecimento divinos; contraste com 10.2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário