terça-feira, setembro 01, 2015

Significado de Salmos 44

Significado de Salmos 44

O Salmo 44 constitui uma lamentação da comunidade, um suspiro coletivo do povo de Israel para que Deus o ajude, em uma ocasião de grande angústia nacional. O salmo oferece também a oportunidade de se rever os grandes feitos de Deus no êxodo, a grande ação de livramento do Senhor no período do Antigo Testamento (SI 105). Este salmo é atribuído aos filhos de Corá, e sua estrutura é a seguinte: (1) relembrança do livramento que Deus concedera anteriormente a Israel (v. 1-3); (2) declaração de confiança em Deus, Rei dos reis (v. 4-8); (3) lamento do povo de Deus (v. 9-12); (4) declaração de inocência (v. 13-22); (5) pedido coletivo do povo (v. 23-26).

44.1-3 — Ouvimos com os nossos ouvidos. A maravilhosa intervenção de Deus na história humana para libertar os israelitas do Egito foi a pedra angular da fé no Antigo Testamento (SI 17.7; 118.16; Ex 15.6). Cada geração de israelitas tinha por obrigação relatar à geração seguinte o que Deus tinha feito por ela. Sua narrativa não consistia simplesmente na história nacional, mas também em uma verdadeira descrição do caráter de Deus (Dt 8). Tua destra tornou-se um mote de redenção em Israel. Te agradaste deles. A escolha de Israel como povo de Deus deu-se apenas por Sua graça (SI 4.3; Rm 11).

44.4,5 — Meu Rei. Neste lamento comunitário, é interessante o fato de o salmista estar falando no singular. Talvez porque estas palavras estejam como que sendo ditas ao Rei da glória pelo rei de Israel. Como regente do povo, era próprio que o rei de Israel liderasse o pedido de renovada graça da parte de Deus. Por ti. O rei afirma que a vitória será obtida somente pelo Espírito de Deus.

44.6-12 — As palavras nos rejeitaste (v. 9) abrem a seção de lamentação do salmo. Israel achava que seu exército não deveria ser visto como um simples grupo de guerreiros qualquer — eram eles os guerreiros do Todo-poderoso (SI 144). Já que suas vitórias eram vitórias de Deus, suas derrotas, então, seriam reveses que Ele mesmo permitiria que sofressem. Tu vendes por nada o teu povo. Quando o povo perdia uma batalha, era como se Deus o tivesse vendido. Quando, por outro lado, Deus o livrava de um sofrimento, isso era retratado como sendo Deus comprando Seu povo — significado da palavra resgatar (v. 26).

44.13-20 — Não nos esquecemos de ti. O povo alega não haver rejeitado Deus. Fica entendido, assim, que mereceria até seus problemas caso o tivesse rejeitado. Estendemos as nossas mãos significa uma postura de oração (SI 134). Alega o povo não haver orado aos ídolos das nações pagãs, mas haver permanecido fiel ao único Deus vivo.

44.21,22 — Como ovelhas. Estas palavras prenunciam o Filho amado do Altíssimo, que também Se manifestaria como que tendo sido rejeitado por Ele (Is 53.7; Rm 8.36). 44.23-26 — O Deus de Israel não dorme (SI 121.3,4; Is 40.28). Desperta! Este é um clamor a Deus apelando para que aja em favor do Seu povo. O clamor se baseia na fé do povo de que o Senhor o perdoará. Resgata-nos. No versículo 12, o povo sugere que Deus o havia vendido; aqui pede que o resgate — que o compre de volta para si. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário